Home > Cinema & TV > 5 filmes clássicos que todo fã de Rita Hayworth precisa ver

5 filmes clássicos que todo fã de Rita Hayworth precisa ver

19 de junho de 2016, por Gabriela Lira
Cinema & TV
Rita Hayworth

Nascida Margarita Carmen Cansino (1918­1987), Rita Hayworth é uma das atrizes mais conhecidas e adoradas da Old Hollywood. Eternizada em seus papéis de femme fatales, a bela fez parte de mais de cinquenta longas­metragens e atuou ao lado de gente importante da história do cinema.

O Universo Retrô selecionou cinco filmes que todo cinéfilo e principalmente fãs da atriz precisam ver. Confira:

1 – Sangue e Areia, 1941: Com título original de Blood and Sand, a película é um remake do filme homônimo de 1922 protagonizado por Rudolph Valentino. Nesta versão, o personagem principal é encenado por Tyrone Power (Juan Gallardo), um toureiro que além de buscar a glória na profissão, sente-­se divido entre Camen (Linda Darnell) e Sol (Rita Hayworth), criando assim um triângulo amoroso que desencadeia um dos aspectos dramáticos do enredo. Sangue e Areia tem ainda no elenco, Alla Nazimova, Lynn Bari e Anthony Quinn, atores de peso reunidos numa produção interessante em termos de fotografia, que aliás foi ganhadora do Oscar de Melhor Fotografia no ano de 1942.

Sangue a Areia, 1941

Sangue a Areia, 1941 (Foto: Reprodução)

2 – Bonita Como Nunca, 1942: Comédia romântica filmada na cidade de Buenos Aires, Bonita Como Nunca tem nos papéis principais Rita Hayworth e Fred Asteire. Cantoria, romance e boas pitadas de dança são ingredientes principais na produção de William Seiter. Rita provou mais uma vez nesse filme que era exímia dançarina, legado herdado pela família que era toda de dançarinos, e talento este que fez Fred Asteire declarar que Hayworth foi seu melhor par de dança no cinema.

Bonita Como Nunca, 1942

Bonita Como Nunca, 1942 (Foto: Reprodução)

3 – Gilda, 1946: Clássico do film noir, Gilda é talvez o filme mais famoso da trajetória de Rita Hayworth. O enredo gira em torno do romance vivido entre Gilda e Johnny (Glenn Ford), um romance intenso e cheio de reviravoltas. A cena que Rita faz o strip­tease com a luva e canta Put Blame on Mame é uma das mais lendárias do cinema e citadas em referências até hoje! Esse filme de 1946 fez enorme sucesso na época e elevou a atriz ao patamar de grande estrela mundial.

Gilda, 1946

Gilda, 1946 (Foto: Reprodução)

4 – A Dama de Xangai, 1947: Protagonizada por Orson Welles e Rita. The Lady From Shanghai causou polêmica no ano de lançamento por apresentar a grande diva com cabelos curtos e platinados e não mais volumosos e ruivos, o pedido de mudança foi feito por Orson, na época marido de Hayworth e também diretor do filme. A história foca no personagem Michael O’Hara (Orson Welles) e em seu suposto envolvimento no homicídio do personagem George. Michael se apaixona por Elsa (Rita Hayworth), no entanto, ela é casada com Arthur, o que dificulta a aproximação de ambos.

A Dama de Xangai, 1947

A Dama de Xangai, 1947 (Foto: Reprodução)

5 – Lábios de Fogo, 1957: Mais um enredo de triângulo amoroso, Lábios de Fogo é a retomada de Rita aos cinemas em seu maior período afastada das telonas. A história se passa em um navio contrabandista e que carrega consigo imigrantes ilegais, entre eles Irena (Rita Hayworth), bela mulher que desperta o amor nos proprietários do navio, Tony e Felix, causando assim uma rixa entre os dois amigos.

 Lábios de Fogo, 1957

Lábios de Fogo, 1957 (Foto: Reprodução)

Matérias Relacionadas
Fashion Time Machine
Fashion Time Machine: vídeo em realidade virtual une história da moda e cinema
Sapato Anos 40
Breve história dos sapatos: os anos 1940
Sapato Pre Code
Breve história dos sapatos: os anos 1930
Vitnage Hair
5 cabelos icônicos de divas da old hollywood para usar já

Deixe um comentário

doze − 6 =