Home > Cinema & TV > A jornalista brasileira que conviveu com Marilyn Monroe, Elvis Presley e Carmen Miranda

A jornalista brasileira que conviveu com Marilyn Monroe, Elvis Presley e Carmen Miranda

25 de novembro de 2015, por DJ Wagnão
Cinema & TV

Há exatos 7 anos, em novembro de 2008, o Brasil perdia uma mulher que fez história durante os anos 50 e 60, mas que poucos conhecem sua trajetória hoje em dia. Dulce Damasceno de Brito foi a primeira jornalista brasileira correspondente dos Diários Associados, na época de ouro de Hollywood.

Elvis Presley e Dulce Damasceno de Brito

Elvis Presley e Dulce Damasceno de Brito (Foto: Reprodução)

Única representante de uma cadeia de jornais, revistas, emissoras de rádio e televisão da época, ela teve o privilégio de conviver com as charmosas celebridades da capital do cinema americano, como Marilyn MonroeElvis Presley, Carmen Miranda, Gregory Peck, Charlton Heston, Lana Turner, Marlon Brando, Elizabeth Taylor, Grace Kelly, Rock Hudson, entre tantos outros.

Dulce participou ativamente da entrega de prêmios do Oscar e também dos exclusivos banquetes no Beverly Hilton Hotel, aos quais só compareciam um restrito grupo da imprensa, para confraternizar com os vencedores e perdedores da premiação. Participou das premières de gala e festas exuberantes dos grandes produtores para apresentação de novos astros, almoços-entrevistas nos estúdios, entre outras centenas de eventos importantes.

Mulher de sorte e muito talento, Dulce era tão respeitada em Hollywood que, no final da década de 1960, como correspondente, ela podia escolher diariamente os sets que queria ir para assistir às filmagens, bater papos com diretores e atores. Alguns creditam essa forte influencia à sua ligação intima a Carmem Miranda, que sempre teve fortes contatos com os produtores de Hollywood.

Dulce com a turma de Debbie Reynolds

Dulce com a turma de Debbie Reynolds (Foto: Reprodução)

Parte das informações acima foram retiradas de seu livro de memórias “Hollywood Nua e Crua”, escrito em 1968, onde tamanho foi o sucesso que Dulce escreveu uma continuação em 1992, com o mesmo nome, incluindo – Parte II. Outro livro imperdível é o “O Abc de Carmen Miranda” , escrito em 1986 e lançado pela editora nacional.

Dulce e Carmen Miranda

Dulce e Carmen Miranda (Foto: Reprodução)

A jornalista manteve colunas em várias revistas especializadas em cinema, mesmo depois dos anos de ouro, pois certamente a experiência vivida por essa senhora, nenhum outro brasileiro teve a oportunidade de viver. Dulce morreu em 9 de novembro de 2008, aos 82 anos, em decorrência do Mal de Parkinson.

Matérias Relacionadas
Da descoberta de Carmen Miranda à Pornochanchada: Conheça a história do cinema brasileiro
Pin-Ups Gang Elvis
Pin-ups participam de desfile com figurinos inspirados nos filmes de Elvis Presley
Elvis Presley
Gang Elvis comemora 50 anos de clube com jantar comemorativo e desfile de pin-ups
Oxford anos 50 feminino
Breve história dos sapatos: os anos 1950

1 Response

Deixe um comentário

quinze + dois =