Home > Destaque > Atual Coney Island Circus SideShow é inspirado nos antigos ‘freak shows’

Atual Coney Island Circus SideShow é inspirado nos antigos ‘freak shows’

29 de junho de 2016, por Mona Liza Alves
Destinos

No início do século XX existiu um circo de horrores escabroso e cheio de falcatruas, criado pelo showman e empresário Phineas Taylor Barnum, com seu parceiro James Anthony Bailey, o famoso Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus. O circo era composto por atrações que eram considerados “pesadelos vivos”, com humanos e animais. Siameses, mulheres barbadas e tatuadas, pinheads, homens altos, jacaré e menino lagosta faziam parte do elenco.

Este tipo de atração, na época, fazia um enorme sucesso e seduzia multidões de curiosos que gastavam uma fortuna para ver os freaks (pessoas consideradas aberrações por terem alguma deformidade), que muitas vezes eram ridicularizados e marginalizados devido a superstições antiquadas. Infelizmente, este tipo de entretenimento era a única fonte de renda para eles que tinham condições únicas, mas eram rejeitados socialmente, sendo esse o único trabalho em que poderiam viver de forma decente e honestamente.

Barnum e seus "Freaks" (Foto: Reprodução)

Barnum e seus “Freaks” (Foto: Reprodução)

Inspirado nesse formato de circo, hoje exite o Coney Island Circus Sideshow, localizado em Coney Island, no Brooklyn em Nova Iorque. Fundado por Dick Zigun, que é responsável pela maior parte do renascimento de Coney Island, este show foi inspirado nos tradicionais freaks shows, mas com a proposta de fazer apresentações respeitáveis, sem apelações; eles defendem que é errado olhar de forma cômica as anomalias e deficiências das pessoas. Ao invés disso, o foco mudou, agora as pessoas não encaram e riem dos freaks por nascerem diferentes, mas sim por estarem entretidos pelas suas performances.

Mesmo assim, ainda há algumas pessoas que trabalham no SideShow que são freaks de nascença, como um dos atores que participou da serie de televisão American Horror Story: Freakshow. Ele nasceu com braços que não se desenvolveram.

American Horror Story

American Horror Story

Além deste ator, Coney Island Circus SideShow tem homens e mulheres com anomalias de nascença, anões e gigantes que estão ainda em circos para serem financeiramente estáveis, e um elenco de artistas profissionais que trabalharam bastante para se tornarem freaks ao longo dos anos.

Um trabalho envolvente e surpreendente com performances de mágica, homens e mulheres que engolem fogo e espadas, e homens e mulheres com tipos diferentes de modificações corporais. Como atrações extras, há palestras sobre a diversidade e apresentações de dança burlesca e vaudeville.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Coney island Circus SideShow é um dos programas mais antigos e importantes do parque, lá você também encontra lojas especializadas em artigos de freak show, camisetas, produtos baby e kids, assessórios, bolsas, livros, brinquedos são alguns dos itens à venda, sem contar as pinturas espalhadas por lá, feitas pela artista Marie Roberts.

Sobre o Parque

Coney Island EUA é uma organização com base na área do parque de diversões do bairro Coney Island de Brooklyn New York. Existente desde 1980, Coney Island EUA desenvolve uma série de programas diferentes incluindo algumas das programações de maior sucesso de Nova York, como o Mermaid Parade e a Coney Island Circus Sideshow.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Coney Island EUA também opera o Museu da Ilha Coney e produz o Burlesque na praia, a Coney Island and Tattoo Festival da Motocicleta, Funhouse Filósofos e a Coney Island Sideshow School. Também produz o Coney Island Film Society e do Festival de cinema de Coney Island.

Matérias Relacionadas
Documentário “Jonas e o Circo Sem Lona” contrapõe fantasias e realidade de menino circense
Filme Circo
10 filmes com temática de circo para você se sentir no picadeiro
sereia
A história da Sereia de Fiji e a fascinante lenda das sedutoras mulheres-peixe
Dia do Mágico é destaque de janeiro no calendário do Universo Retrô; veja o editorial completo

Deixe um comentário

três + 7 =