Home > Destaque > Casal de holandeses dá volta ao mundo com clássico Fordinho 1915

Casal de holandeses dá volta ao mundo com clássico Fordinho 1915

18 de março de 2016, por Jane Galaxie
Lifestyle

O lendário Ford Modelo T, que abriu o caminho da industrialização dos automóveis, é sempre uma atração na história de recordes do setor automotivo. Desta vez, um casal de holandeses percorreu mais de 80 mil km numa volta ao mundo com um “Fordinho” 1915, praticamente original, iniciada em 2012.

A aventura ganhou visibilidade nas mídias sociais e tem também um apelo de grande alcance por arrecadar fundos para vários projetos mundiais mantidos pela organização internacional de ajuda a crianças SOS – Children’s Villages. Trechos da jornada podem ser vistos neste vídeo a serguir.

Apesar dos 100 anos, o Modelo T mostra robustez e é admirado por ser um projeto de fácil reparo e manutenção, que ajudou a torná-lo um dos carros de maior sucesso de todos os tempos. Os viajantes Dirk e Trudy Regter – ambos aposentados – sempre tiveram paixão por automóveis históricos. Já foram donos também de um Ford Modelo T 1923 e um Ford Modelo A 1928, uma herança cultural que vem do pai e do avô de Dirk.

A viagem épica com o modelo 1915 começou com 22 mil km em 180 dias no primeiro trecho do roteiro, que levou o casal da cidade natal de Edam, na Holanda, até a Cidade do Cabo, na África do Sul. Em 2013 eles cruzaram os Estados Unidos e o Canadá, numa viagem de 28 mil quilômetros, que teve como únicos inconvenientes um pneu furado e um defeito no alternador.

Volta ao Mundo em um Ford T

(Foto: Divulgação)

Em 2014, eles rodaram mais 26 mil km pela América do Sul, incluindo o Brasil, em mais de 180 dias. Em 2016 e 2017, seu plano é continuar a viagem pela Nova Zelândia, Austrália, Indonésia e Índia, atravessando o Himalaia até a China, através da Mongólia, e voltando para a Holanda pela Europa Central.

O carro do projeto

O Ford Modelo T da aventura tem um motor a gasolina de 3.0 litros, com a especificação original da fábrica de 1915, e ganhou pneus maiores nas rodas de raios de madeira para aumentar o conforto em viagens longas. Em média, um jogo de pneus dura cerca de 15 mil km em estradas normais, mas o desgaste é bem maior em trilhas não pavimentadas, como as que o casal enfrentou em regiões da África e América do Sul.

Volta ao Mundo em um Ford T

(Foto: Divulgação)

“Na África, tivemos de soldar uma roda dianteira quebrada no ferreiro local”, conta Dirk. “E na fronteira da África do Sul com Botswana conhecemos um fazendeiro que tinha um velho Ford Modelo T no galpão e nos deu o seu estepe de presente para ajudar na viagem.”, exemplica o viajante.

Por ser acessível, confiável e fácil de manter, com peças padronizadas e intercambiáveis, o Ford Modelo T se tornou um produto de massa e ajudou a colocar o mundo sobre rodas. Entre 1908 e 1927, a Ford construiu 15 milhões de unidades do veículo. A sua produção começou nos EUA, mas rapidamente se expandiu para todo o mundo, incluindo fábricas na Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Espanha e Reino Unido.

Volta ao Mundo em um Ford T

(Foto: Divulgação)

Matérias Relacionadas
Mustang Ford
Ford Celebra ‘Dia do Mustang’ criando um ringtone para celular com ronco do carro
Fusca
Dia Nacional do Fusca será celebrado com evento especial no São Bernardo Plaza
Mustang
Ford França reuniu as melhores fotos publicadas no Instagram de fãs do Ford Mustang
Para relembrar: Os maiores clássicos da Ford em aparições cinematográficas

Deixe um comentário

10 + dezenove =