Home > Destaque > Exposição ‘Ícones de Hollywood’ é uma imersão na era de ouro hollywoodiana através da fotografia

Exposição ‘Ícones de Hollywood’ é uma imersão na era de ouro hollywoodiana através da fotografia

23 de fevereiro de 2017, por Daise Alves
Eventos
Ícones de Hollywood

Aberta ao público desde o dia 17, no Espaço Cultural Porto Seguro, a exposição Ícones de Hollywood – Fotografias da Fundação John Kobal, composta por mais de 161 imagens dos bastidores de Hollywood, feitas por mais de 40 fotógrafos, é uma imersão na era de ouro hollywoodiana através da fotografia. O Universo Retrô foi conferir o lançamento para a imprensa e podemos dizer que para quem gosta de fotografia e cinema antigo essa é uma junção perfeita para conhecer os glamourosos bastidores da indústria do cinema.

A exposição é dividida por seções, que representam as décadas dos século XX, iniciando de forma cronológica pelos anos 20 e terminando nos anos 60. Mais especificamente, a mostra nos apresenta imagens dos anos de 1916 a 1968. Cada núcleo é composto por imagens de personalidades que marcaram a época, trechos de filmes que fizeram sucesso naquele tempo e frases marcantes de personalidades famosas.

A exposição é composta por fotografias oriundas de 8 estúdios, sendo a maioria da Paramound Studios e Universal. Além disso, há poucos fotos coloridas, a maioria é em preto e branco. Antes de imergir na exposição de fato, somos apresentados aos fotógrafos selecionados que fazem parte da mostra com suas icônicas fotografias, entre eles Ernest Bachrach, John Miehle, Ted Allan e Ruth Louise, única mulher fotógrafa na exposição.

Fred Astaire

Fred Astaire por John Miehle, 1935. A foto está na exposição ‘Ícones de Hollywood’.

Iniciando na década de 20, temos as lendas do cinema mudo como Charlie Chaplin, ator e diretor que marcou a comédia no cinema mudo; Clara Bow conhecida como a primeira ‘it girl’ do mundo; e Greta Garbo, uma das únicas atrizes que conseguiu sobreviver a transição do cinema mudo para o falado.

No núcleo dos anos 30, vemos imagens de Lana Turner, Marlene Dietrich e Hedy Lamarr. Mas o destaque vai mesmo para os clássicos do horror, com imagens marcantes de Boris Karloff em Frankenstein e Bela Lugosi em Drácula, ambos filmes de 1931. Ainda nos anos 30, vemos uma das poucas imagens coloridas da exposição, o retrato de Judy Garland (Dorothy) em O Mágico de Oz (1939).

Hedy Lamarr

Hedy Lamarr por Robert Coburn, 1938.

Nos anos 40, encontramos muitas divas de Hollywood como Ava Gardner em foto com Burt Lancaster para o filmes Os Assassinos (1946) e Rita Hayworth, uma das preferidas de John Kobal, para o filme Gilda, em foto de Robert Coburn. Mas nessa década, somos mesmo surpreendidos ao nos deparar com a pequena notável Carmen Miranda, único destaque brasileiro na exposição.

Já nos anos 50, a notoriedade vai para algumas personalidades masculinas que marcaram a época. Como Paul Newman em foto de Bert SixMarlon Brandon com sua imagem icônica em O Selvagem (1953) e também para Um Bonde chamado Desejo (1951) em imagem de John Engstead e James Dean em Juventude Transviada (1955).

Paul Newman

Paul Newman em foto para Bert Six, 1954.

Nos anos 60, obviamente não poderia faltar Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo (1961), clicada por Bud FrakerSophia Loren, em uma imagem de 1967 para o filme Felizes para sempre e Elisabeth Taylor em fotografia de Bob Penn para o filme O homem que veio de Longe de 1968.

Há ainda um espaço dedicado a John Kobal, o grande cinéfilo e colecionador das fotografias – ele que nasceu na Áustria, ainda na adolescência vivendo no Canadá, começou a colecionar memorabília de filmes.  Sua paixão pelo cinema fez com que em 1990 ele criasse a fundação John Kobal, como forma de difundir a fotografia, principalmente a cinematográfica. Por fim, um espaço com projeções de filmes clássicos que marcaram épocas.

A exposição ainda conta com uma programação de atividades para quem quiser emergir ainda mais no mundo cinematográfico, entre elas: Paper Doll, uma oficina que propõe criar roupas e acessórios para colocar em personagens de papel, pensando nas estrelas de hollywood; Brincando com a visão, outra oficina que irá discutir a relação entre visão, fotografia e cinema; Retratos de Hollywood, momento de caracterização inspirada nas estrelas do cinema; Câmera, Luz e Ação uma forma de aprender os conceitos básicos da linguagem cinamatográfica e Estrelas de Papel, uma forma de montar e customizar seu próprio personagem.

A exposição do Espaço Porto Seguro é gratuita, pode ser visitada de terças a sábados, das 10h às 19h; domingos e feriados, das 10h às 17h (última entrada até 30 min antes do horário de encerramento).

Matérias Relacionadas
Silvio Santos Jovem
Exposição ‘Silvio Santos vem aí!’ tem data prorrogada no MIS
roupas princesa Diana
Após 20 anos de sua morte, exposição ‘Diana: Her Fashion Story’ é aberta ao público
Exposição Clássicos de Hollywood
Exposição ‘Ícones de Hollywood’, com fotografias dos anos 20 aos 60 será aberta ao público
Exposição traz 70 cartoons com interpretações do quadro Mona Lisa a São Paulo

Deixe um comentário

2 × 3 =