Home > Cinema & TV > Filmes musicais brasileiros dos anos 1950 e 1960 que provavelmente você nunca ouviu falar

Filmes musicais brasileiros dos anos 1950 e 1960 que provavelmente você nunca ouviu falar

2 de maio de 2016, por Leila Benedetti
Cinema & TV
Musicais brasileiros

A indústria cinematográfica americana vem com tudo por décadas, dando pouco espaço para os filmes produzidos em outros países, incluindo o Brasil. Entre as décadas de 1950 e 1960 não era diferente, vários cartazes ilustrando Elvis Presley ou Anette Funicello dançando em alguma praia da Califórnia ou do Havaí cobriam a porta do cinema, mas deixavam algum espacinho para os cartazes de filmes nacionais.

Absolutamente Certo

Absolutamente Certo (Foto: Reprodução)

O primeiro filme nacional a levar o bom e velho rock´n roll para as telonas foi o Absolutamente Certo, de Anselmo Duarte, em 1957 com a banda Betinho e Seu Conjunto tocando o seu sucesso Enrolando o Rock. Por coincidência, Betinho e Seu Conjunto foi a primeira banda brasileira a usar guitarra elétrica nas músicas.

O filme conta a história de Zé do Lino, um jovem operário de uma gráfica em São Paulo. Por ganhar pouco, não consegue dar uma vida melhor ao seu pai doente e muito menos se casar com sua vizinha, sua noiva por dez anos, o que é desesperador para os pais da moça, que são barulhentos, encrenqueiros e os únicos da vizinhança a ter uma TV em casa.

Porém Zé do Lino tem o dom de decorar uma lista telefônica inteira com muita facilidade, despertando o interesse do filho do dono da gráfica, líder de uma quadrilha especializada em apostas ilegais, que o leva para o programa de televisão Absolutamente Certo, com o intuito de ganhar dinheiro por cima do pobre rapaz. O filme tem como destaque o papel hilário de Dercy Gonçalves como a mãe da noiva.

Oito anos depois, em 1965, surge o movimento da Jovem Guarda. Aproveitando a explosão desse movimento, foi lançado em 1966 o filme Na Onda do Iê-Iê-Iê, estrelado por Renato Aragão e Dedé Santana. Sua trama não tem muito o que contar, mas vale a pena assistir. O filme gira em torno de uma danceteria onde vários ícones da época, como os Golden Boys, Os Vips, Renato e seus Bluecaps, entre outros, apresentam um atrás do outro seus maiores hits.

No mesmo ano foi lançado o filme Rio,Verão e Amor, com direção e roteiro de Watson Macedo e diálogos de Ziraldo. O filme segue a mesma linha que o anterior com a diferença de que o filme é colorido, seu ambiente principal é a praia de Ipanema e junto com o iê-iê-iê, apresenta-se a bossa nova, outra novidade na época.

Rio, Verão e Amor

Rio, Verão e Amor (Foto: Reprodução)

Os responsáveis pelos números musicais eram os Brazilian Bitles, Renato e seus Bluecaps, Lilian Knapp e, representando a bossa nova, o grupo Zumba 5. A cena que mais se destaca nesse filme é a da festa de aniversário de uma das personagens. O que acontece nessa cena? Spoiler não é legal, portanto, assistam!

Esses filmes são transmitidos frequentemente em algum horário da parte da tarde no canal por assinatura Canal Brasil, é só ficar bem atento com a sua grade de programação. Mas se você não é um adepto da TV a Cabo ou quer assisti-los quando quiser, sem depender de horários e intervalos comerciais, facilmente você os encontra completo e em boa qualidade. Conhece algum outro filme raro nacional da época? Deixe sua resposta nos comentários.

Matérias Relacionadas
Da descoberta de Carmen Miranda à Pornochanchada: Conheça a história do cinema brasileiro
Conheça a história dos 5 maiores festivais de cinema no Brasil

Deixe um comentário

5 × um =