Home > Destaque > Geek & Game Rio Festival – O Rio de Janeiro nunca foi tão Nerd!

Geek & Game Rio Festival – O Rio de Janeiro nunca foi tão Nerd!

26 de abril de 2017, por Lucas Vieira
Eventos

O primeiro dia do Geek & Game Rio Festival foi lindo. Um clima para qualquer fã de Cultura Pop se sentir em casa. O Rio Centro foi tomado por videogames, gibis, livros e jogos de tabuleiro. Um público muito fiel foi prestigiar seus ídolos, homenagear seus personagens e favoritos e, principalmente, se divertir.

O evento contou não só com um grande número de jovens do público nerd como também muitas famílias. Era enorme o número de crianças correndo para ver os brinquedos, jogar as maiores novidades (e velhidades!) dos games e conferir as mais de 30 atrações do primeiro dia. Não era para menos.

Em um dia, o GGRF conseguiu reunir pela primeira vez os participantes do 99 Vidas, colocou no palco os Irmãos Castro, o mito dos adventure games Tim Schafer, organizou praticamente um Nerdcast ao vivo (Affonso Solano, Rex e Gaveta, junto de André Gordirro no palco, falando de Star Wars!) e exibiu duelos memoráveis entre as equipes de e- sports em Rainbow Six: Siege.

Isso, sem contar os Meet and Greets com todas essas feras. Além dos palcos, outras atrações também muito legais estavam acontecendo. O Little Heroes proporcionou diversas atividades para deixar as crianças cada vez mais nerds, a The Gift Box fez uma ação de brindes super legal inspirada no personagem de Onde Está O Wally? e ainda havia um pouco de tudo para comprar – camisetas, quadrinhos, livros, itens de decoração e toneladas de colecionáveis.

Separamos algumas das melhores atrações do primeiro dia do evento e que, claro, tem um toque retrô. Venham conferir!

A simpatia de David Lloyd

Lloyd partilhou a Artway com diversos quadrinistas nacionais, sem estrelismo (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

Lloyd partilhou a Artway com diversos quadrinistas nacionais, sem estrelismo (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

Lloyd partilhou a Artway com diversos quadrinistas nacionais, sem estrelismo Enquanto alguns quadrinistas se comportam como deuses vivos e cobram fortunas para dar autógrafos e tirar fotos, David Lloyd deu um banho de humildade e carisma no Geek and Game. Sentado em uma mesinha simples na Artway (destinadas a desenhistas e escritores de gibis), o artista com toda paciência e simpatia do mundo falou com os fãs, tirou fotos, distribuiu autógrafos e fez desenhos exclusivos. Por apenas R$ 30 era possível ter um sketch de V, um dos mais emblemáticos personagens das HQs com dedicatória e desenhado na hora.

Lloyd também participou de um bate-papo sobre quadrinhos com Zangado, que lotou a Hiker Station em sua apresentação “Por Trás da Máscara”, falando sobre seu trabalho, que já contabiliza mais de 3,5 milhões de seguidores em seus vídeos. O YouTuber utilizou por três anos a máscara de Guy Fawkes, desenhada pelo quadrinista nos anos 1980 para o protagonista de “V de Vingança”.

Outros destaques na Artway foram a presença do Carlos Ruas, autor das famosas tirinhas “Um Sábado Qualquer” e o stand da Beleléu, que levou diversos títulos com estética underground que lembram os estilos das fanzines e a arte de Robert Crumb.

O paraíso dos tabuleiros

Diversos jogos estavam disponíveis para os visitantes da feira conhecerem (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

Diversos jogos estavam disponíveis para os visitantes da feira conhecerem (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

Diversos jogos estavam disponíveis para os visitantes da feira conhecerem Para quem é apaixonado por card games, jogos de tabuleiro e RPG, o Board Game Alley foi um paraíso. Uma grande oportunidade para os entusiastas conhecerem as novidades, comprarem jogos, dados, acessórios e se divertirem. Para mostrar seus produtos, os funcionários das principais marcas jogaram diversos jogos com o público. Um dos mais concorridos foi o RPG do desenho Hora de Aventura, que será lançado em breve pela Retropunk Publicações.

A mesma empresa divulgou no evento o RPG Savage Worlds, sistema que venceu em 2012 o Ennie Awards de melhor jogo. Em uma das mesas ocorria uma partida da expansão Deadlands: Oeste Estranho, que leva os jogadores para um universo que se passa em um Velho Oeste assombrado por criaturas sobrenaturais. É um jogo de interpretação bem interessante e envolvente. Além de trazer a história para esse mundo, aumenta a imersão do jogador incluindo em sua mecânica mapas, cartas de baralho e fichas de Poker. Em praças de alimentação ou fastfoods, o jogador se sentirá curtindo um RPG dentro de um saloon do século XIX.

Jogos retrô para todos os lados

Clássicos dos arcades estavam espalhados pela feira (Foto: Gualter Naves /  Light Press)

Clássicos dos arcades estavam espalhados pela feira (Foto: Gualter Naves / Light Press)

Clássicos dos arcades estavam espalhados pela feira Além das novidades das grandes empresas para os consoles da nova geração – como os estandes da Namco/Bandai e Xbox, não faltou espaço para os jogos retrô. Dois pontos da Geek & Game trouxeram fliperamas clássicos para o público. Cadillacs & Dinossaurs, The King Of Fighters, Sonic Wings e Cruisin’ USA foram alguns dos mais legais.

O retrô também apareceu em games brasileiros atuais que se inspiram nos clássicos. Um bem diferente que estava no estande do SEBRAE foi RacketBoy, que mistura a ação dos jogos de nave com a jogabilidade de puzzles clássicos, como Arkanoid. Mas a estrela da festa mesmo foi A Lenda do Herói, jogo dos Irmãos Castro que apareceu em três estandes.

Os irmãos Castro deram uma palestra sobre o lançamento de seu jogo A Lenda do Herói, que foi lançado a partir de financiamento coletivo (Foto: Mourão Panda Light Press)

Os irmãos Castro deram uma palestra sobre o lançamento de seu jogo A Lenda do Herói, que foi lançado a partir de financiamento coletivo (Foto: Mourão Panda Light Press)

A dupla – responsável pelo canal Castro Brothers – deu uma palestra sobre os desafios da realização do jogo e Marcos Castro deu uma entrevista exclusiva para o Universo Retrô, que você confere em breve. A Lenda do Herói é um jogo de plataforma divertidíssimo, que explora os clichês das histórias de cavaleiros e princesas como uma proposta também musical.

Cosplays – Os personagens saem das telas

Cosplayer de Wally distribuiu brindes da The Gift Box para quem o encontrasse (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

Cosplayer de Wally distribuiu brindes da The Gift Box para quem o encontrasse (Foto: Cristiane Mattos / Light Press)

O que é um evento nerd sem cosplayers, não é? Aqueles que se fantasiaram para o evento empregaram muito capricho e criatividade no trabalho. Passaram por lá jedis, super-heróis, personagens de anime, videogame e vilões do cinema. À tarde foi a vez da primeira fase do Concurso Cosplay – apresentado por Lorelay Fox, que de um show na função. O destaque foi a Branca de Neve, com caracterização perfeita e interpretação fiel a cena em que ela canta com os passarinhos. A criançada que passou pelo evento também deu um show: pequenas versões de Super Mario, Jason Vorhees (de “Sexta-Feira 13”) e da X-Men Tempestade foram alguns dos mais legais.

Matérias Relacionadas
O que Psychobilly e ficção científica têm em comum? Descubra na nossa Playlist “Uma Viagem das Galáxias”
Cosplay
Universo Retrô e The Gift Box levam você e 3 amigos para Geek & Game Festival 2017
O guia do mochileiro das galáxias
The Gift Box: Clube de Assinaturas lança box temático do livro ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’
Revista Dragão Brasil retorna em edição gratuita na onda da série Stranger Things

Deixe um comentário

15 − catorze =