Home > Destaque > Breve história dos sapatos: a Era Vitoriana e os anos 1910

Breve história dos sapatos: a Era Vitoriana e os anos 1910

27 de outubro de 2016, por Letícia Magalhães
Moda
Botas vitorianas

De modo objetivo, a Era Vitoriana vai de 1837 até 1901, da coroação à morte da rainha Vitória da Inglaterra. Olhando mais a fundo, percebemos que foi um período de mudanças e grandes invenções, com destaque para uma, que revolucionou o mundo: a fotografia.

O século XIX foi marcado por botas de todos os estilos, e em 1818 uma simples mudança veio trazer conforto e alívio para todas as pessoas: pela primeira vez foram criados sapatos anatomicamente diferentes para o pé direito e o pé esquerdo. Em 1850 deixou de ser tabu que as mulheres usassem botas semelhantes às dos homens, embora alguns detalhes fossem adicionados para o público feminino, como bordados e laços.

Sapato verde

Sapato verde de 1818 com cadarço (Foto: Reprodução)

As botas mais formais tinham botões e, em geral, duas cores. Para o dia a dia, as melhores opções eram botas com cadarços ou slip-in, pois os sapatos com elástico nas bordas tinham sido inventados em 1837. Para os homens, as botas tinham bicos redondos, enquanto os modelos femininos tinham bicos quadrados ou afinados e pequenos saltos embutidos.

Botas da Era Vitoriana

Botas da Era Vitoriana com cadarço (Foto: Reprodução)

Os sapatos baixos também estavam na moda, mas a fotografia e a pintura mudaram isto. Fotos e quadros pornográficos passaram a mostrar mulheres com saltos altos, e a partir de 1890 saltos altíssimos se tornaram fetiche. Sapatos se transformaram em objetos de sedução: era possível flertar deixando seu sapato e tornozelo à mostra, embora isso dividisse opiniões e fosse muitas vezes considerado “indecente”.

Sapato da era eduardiana

Fotografia de uma mulher usando sapatos na era eduardiana (Foto: Reprodução)

À Era Vitoriana se seguiu a Era Eduardiana, que durou até 1910 e durante a qual as influências da moda não mudaram muito. As botas ganharam cores e materiais mais variados, e muitos homens optaram por sapatos Oxford para o dia a dia. Sapatos baixos, semelhantes às sapatilhas atuais, eram usados à noite em casa.

Sapato Eduardiano

Sapato masculino comum na época Eduardiana (Foto: Reprodução)

Na Europa a moda era moderna, mas na China algo horrível acontecia: foi tradição por séculos submeter as meninas a uma dolorosa moldagem dos pés para que eles permanecessem pequenos e as garotas fossem consideradas atraentes pelos pretendentes. Aos cinco anos, elas tinham os pés fraturados e colocados em minúsculos sapatos, que permitiam que o pé alcançasse no máximo 7,5 centímetros de comprimento. Estima-se que mais de dois bilhões de meninas foram submetidas a esta prática até que ela foi banida em 1949.

Modelos de antigos sapatos chineses

Modelos de antigos sapatos chineses (Foto: Reprodução)

Hoje, o modelo Oxford continua na moda, tanto para homens quanto para mulheres. Ainda é possível encontrar à venda botas femininas inspiradas na moda Vitoriana.

Sapato infantil eduardiano

Sapato infantil eduardiano (Foto: Reprodução)

Matérias Relacionadas
4 tendências atuais de sapatos femininos que combinam com looks retrô
Breve história dos sapatos: os anos 1960
Oxford anos 50 feminino
Breve história dos sapatos: os anos 1950
Maria Antonieta, a expressividade da ex-Rainha da França através da moda

Deixe um comentário

dezesseis − 8 =