Home > Destaque > Drama e simplicidade marcam a peça ‘Isadora’ no teatro MASP

Drama e simplicidade marcam a peça ‘Isadora’ no teatro MASP

21 de novembro de 2016, por Daise Alves
Lifestyle
Isadora

Em curta temporada no teatro MASP, a peça Isadora conta a história da bailariana Isadora Duncan, bailarina e revolucionária que viveu de 1877 a 1927, falecendo aos 50 anos enforcada em sua própria echarpe, quando a mesma enroscou na roda do carro em que viajava.

A estaduniense Isadora Duncan é considerada a mãe da dança moderna. Sua relação com a arte vem de berço, filha de poeta e pianista, desde pequena teve contato com a dança.

Isadora Duncan

Isadora Duncan (Foto: Reprodução)

Sua personalidade forte fez com que ignorasse as técnicas do balé clássico, fazendo grandes críticas ao método e instrumentos como meias e sapatilhas de ponta.

Para dançar, sua inspiração estava nas figuras das musas gregas, pregando uma dança livre, solta e de pés descalsos. Além de usar músicas de Choppin e Wagner, consideradas inapropriadas para a época.

Com pensamos bastante feministas, Isadora casou-se 3 vezes e teve 3 filhos, os quais morreram muito cedo, dois em acidente de carro e um logo após do nascimento.

Para contar essa história, no espetáculo ‘Isadora’, temos 5 atores com figurinos e um palco simples. Com tecidos leves e de tom envelhecido, as roupas conseguem nos transportar para um fim de século XIX e começo de século XX.

O cenário é composto apenas por uma cadeira onde fica o escritor, um divã e uma mesinha, representando um quarto de hotel. Do outro lado do palco, o piano, tocado ao vivo, ambientando a peça.

Em cena, é possível notar a dramaticidade dos artistas. Melissa Vettore, que interpreta Isadora, consegue nos apresentar uma dançarina revolucionária, idealizadora, forte e ao mesmo tempo uma mulher sensível, delicada e cheia de sonhos. Na dança, a atriz passa a leveza do seu corpo para a personagem e consegue nos transmitir a magia da dança e o que ela queria nos passar com isso: a liberdade.

Com participação especial de Daniel Dantas – que atualmente está em reprise no Vale a Pena Ver de Novo da rede Globo, na novela Empreguetes –, o ator, que interpreta o editor Henry, mostra uma atuação inquestionável. Um homem que está interessado na vida de Isadora, a questiona sobre fatos e tenta registrar tudo aquilo que pareceu interessante em sua vida para que possa criar uma biografia “vendável”, mas se mostra também um homem cheio de sonhos, mas que precisa de trabalho para sobreviver.

Isadora

Cena do espetáculo ‘Isadora’ (Foto: Divulgação)

No elenco ainda temos Roberto Alencar (ator, bailarino e coreógrafo) e Patrícia Gaspar (A Caipora de Castelo Rá-Tim-Bum), que interpretam os irmãos de Isadora Duncan. Estes, aparecem sempre em suas recordações, refazendo suas memórias em um jogo de dança e interpretação.

A peça tem um tom poético, ao mesclar o momento atual em que Isadora conversa com o editor que quer escrever sua biografia, com suas lembranças, passando pela infância, suas histórias de amor, seus filhos, o tempo difícil que que esteve na Rússia até sua morte. Muitas vezes, as encenações nos transportava para um psicológico pertubador.

No espetáculo é possível perceber que Isadora vivia pela arte e tinha paixão por ela. Para quem quiser sentir a dramaticidade da vida da dançarina, a peça fica em cartaz até o dia 27 de novembro, de quinta a domingo no teatro MASP.

Matérias Relacionadas
Hebe Camargo
Ingressos para ‘Hebe, O Musical’ já estão disponíveis para venda
The Rent
Rent: sucesso de público e critica volta aos palcos de SP em setembro
Rock Horror Show
Musical ‘Rocky Horror Show’ reestreia dia 10 de fevereiro no Teatro Porto Seguro
DZI Croquettes
DZI Croquettes ganha nova temporada em janeiro no Teatro Augusta

Deixe um comentário

dezessete + 17 =