Home > Destaque > Restless se apresenta no VLV 2016; confira nossa entrevista com o vocalista Mark Harman

Restless se apresenta no VLV 2016; confira nossa entrevista com o vocalista Mark Harman

29 de março de 2016, por Mirella Fonzar
Música

Uma das bandas de maior sucesso do Neo-Rockabilly britânico, se não a maior, este ano se junta ao line-up do mais badalado festival de cultura fifties do mundo. Ao lado de lendas como Brian Setzer, Dick Dale, Sleepy La Beef e Polecats, Restless se apresenta na 19* edição do Viva Las Vegas Rockabilly Weekend, que acontece entre os dias 14 e 17 de abril em Nevada, nos Estados Unidos, e terá cobertura especial do Universo Retrô.

Apesar das referências do Rockabilly americano tradicional – inclusive, o nome da banda foi inspirado numa música de Carl Perkins -, o Restless ficou conhecido por fazer seu próprio estilo de Rock ‘n’ Roll, com riffs de guitarra criativos e energia singular nos palcos. Nesses quase 40 anos de carreira, eles venderam milhares de discos, conquistaram uma legião de fãs, tocaram com lendas do rock e ganharam o mundo com sua música. Em 2010 vieram ao Brasil e se apresentaram num show memorável em São Paulo, ao lado de Run Devil Run e Degolados.

CD Restless

Foto para capa do CD Restless (Foto: Divulgação)

A banda surgiu em 1978 na Inglaterra com os irmãos Paul (baixo acústico) e Mark Harman (vocais e guitarra) e o amigo Ben Cooper (bateria), mas hoje, depois de várias mudanças, conta com Rob Tyler na bateria. Desde o começo nos anos 80, o Restless parou e voltou aos palcos diversas vezes, mas, segundo Mark, em entrevista exclusiva ao Universo Retrô, enquanto os fãs clamarem por sua música, o trio vai continuar tocando. Confira abaixo o nosso bate-papo completo com ele, que é um dos maiores sucessos do Neo-Rockabilly.

Universo Retrô – Qual a sua expectativa para esta edição do Viva Las Vegas Rockabilly Weekend?

Mark Harman – O Viva Las Vegas sempre é sucesso de público e sabemos que milhares de pessoas vão a essa edição. É um festival fantástico, possivelmente o melhor do mundo, e nós sempre adoramos tocar por lá. Vai ser mais uma vez incrível, com certeza.

Cartaz do show do Restless no Brasil em 2010

Cartaz do show do Restless no Brasil em 2010

Universo Retrô – O que você acha que faz do Viva Las Vegas este enorme sucesso que completa 20 anos em 2017? Quantas vezes você se apresentou no festival?

Mark Harman – Na realidade, toquei seis vezes ao longo de três visitas ao festival; duas vezes com o Restless, duas outras com os Space Cadets, uma vez com Loosenoose e outra com Dave Phillips. Vegas fica numa localização fantástica. Nós, europeus, particularmente, gostamos muito do clima. Além do mais, Tom Ingram (organizador) sempre convida grandes nomes do Rockabilly para o festival, o que faz dele este enorme sucesso. Os hotéis e a comida local também são ótimos e a cidade é um lugar perfeito pra esse evento, pois carrega muita história da música.

Universo Retrô – A última vez que o Restless tocou no Brasil foi em 2010. Como foi isso? Vocês planejam voltar em breve? Quais foram as suas impressões sobre a cena rockabilly brasileira?

Mark Harman – A turma Rockabilly foi excelente com a gente no Brasil. Os organizadores foram muito profissionais e cuidaram muito bem de nós durante nossa estada. Tivemos momentos maravilhosos no Brasil e queria ter ficado mais tempo, para aproveitar ainda mais o lugar, mas, infelizmente, não deu na época. As pessoas eram muito simpáticas e, com certeza, voltaremos assim que alguém nos convidar novamente para tocar! Nós amamos tudo o que vemos e vivemos em 2010.

Universo Retrô – Você compartilhou o palco com grandes lendas, como Ramones, The Clash, também conquistou um monte de fãs, famosos (como Robert Plant) ou não, e influenciou muitas bandas ao redor do mundo. Quando você começou, podia imaginar que o Restless seria esse enorme sucesso, como uma das mais influentes bandas britânicas de Neo-Rockabilly?

Mark Harman – Claro que nunca soube que iria acontecer, embora nós torcíamos que fosse assim. E ainda hoje as vezes não acredito que já se passaram quase 40 anos e continuamos na estrada. Vivemos muitos momentos fantásticos e tivemos muita sorte em conhecer e trabalhar com algumas das maiores estrelas do mundo, assim como ter tido a chance de tocar em alguns dos mais incríveis lugares do planeta. Só temos a agradecer.

Capa do CD Originals Restless, de 2015 (Foto: Divulgação)

Capa do CD Originals Restless, de 2015 (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Vocês lançaram o álbum Restless – Originals em 2015. Estão trabalhando neste material nos shows ou planejam lançar um novo álbum este ano? O que esperar de repertório no show de Vegas?

Mark Harman – Nos shows atuais, incluindo o próximo no Viva Las Vegas, o Restless costuma tocar um repertório com vários sons que gravamos ao longo dos anos – de 1981 até os dias atuais. O álbum que vamos lançar este ano é uma coletânea que reúne os melhores sucessos da banda e será chamada ‘This is Restless’. Será um CD duplo com 50 das melhores faixas já registradas, e um vinil duplo com 40 faixas. Estamos muito animados com isso porque, finalmente, nós e os fãs poderão escolher as faixas que entram.

Universo Retrô – Como você começou sua carreira musical? Você e seu irmão, Paul Harman, foram criados ouvindo rock ‘n roll e rockabilly em casa?

Mark Harman – Sim nós fomos! Ambos mamãe e papai adoravam Elvis Presley e Gene Vincent e tinham muitos discos em casa – muitos dos álbuns que eu acabei herdando mais pra frente, diga-se de passagem. Este tipo de música sempre tocou em nossa casa desde que éramos crianças e nos influenciou muito nas escolhas futuras.

Universo Retrô – Você escreveu muitas canções ao longo dos anos, onde você encontra a sua inspiração para essas composições?

Mark Harman – A inspiração pra compor vêm de todos os lugares, todas as esferas da vida. Acabo inspirado por qualquer coisa, a qualquer momento. É engraçado que algumas canções levam cinco minutos para serem escritas, outras podem levar até três anos! Sempre com esse feeling do rock ‘n roll, influenciado pelos caras e garotas dos anos cinquenta, sessenta, setenta, até aos dias de hoje.

Restless nos anos 90 (Foto: Reprodução)

Restless nos anos 90 (Foto: Reprodução)

Universo Retrô – Qual é a principal diferença entre o público da década de 1980 e o pessoal que frequenta os shows hoje em dia?

Mark Harman – O público nos anos oitenta era composto, principalmente, de europeus, onde a cena explodiu de repente. Não havia naquela época muitos outros lugares acontecendo o movimento, até o final da década de 1980. Mas, desde então, o fenômeno se tornou algo mundial e podemos viajar e conhecer diferentes lugares e culturas. Acredito que aí está a principal diferença de público. Hoje é algo que ultrapassou barreiras territoriais.    

Universo Retrô – E o público americano e europeu, qual a diferença, na sua opinião?

Mark Harman – A clara diferença já começa ao ouvir os sons do Rockabilly Europeu (ou o Neo-Rockabilly) e som americano tradicional. As bandas inglesas praticamente modernizaram este gênero, tocando de maneira mais agressiva. É possível notar a diferença entre os dois países apenas por ouvir os sons.

Universo Retrô – Você vendeu milhares de discos e percorreu o mundo com o Restless. Por que vocês decidiram fazer uma pausa na banda? E por que você decidiu voltar novamente?

Mark Harman – Às vezes é importante a gente fazer pausas para recarregar as baterias e voltar a se inspirar como antes. Acredito que os fãs nunca vão deixar a banda morrer, então, vamos continuar tocando durante o tempo que eles quiserem nos ouvir. Os dois últimos registros revitalizaram o Restless e foram recebidos muito bem pelo público. Espero que os álbuns de 2014 e 2015 tenham feito o mundo lembrar que ainda estamos aqui, dando o melhor de nós e fazendo shows memoráveis. Porque nós simplesmente amamos tocar!

Universo Retrô – Você tem alguma dica para os novos artistas? Uma espécie de fórmula de longevidade no rockabilly?

Mark Harman – Não há nenhuma fórmula como tal. Tem muitas bandas novas que surgiram há pouco tempo e são muito boas pra continuar por muito tempo. O segredo é nunca desistir do que você acredita! Eu sugeriria a quem está começando que escreva suas próprias músicas, o máximo que puder. Isso automaticamente vai separá-los de bandas que preferem fazer covers de materiais antigos, que dificilmente poderão ser melhores ou comparados com os originais.

Restless (Foto: Divulgação)

Restless (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Por favor, deixe uma mensagem para os fãs no Brasil e um convite para o show no próximo Viva Las Vegas Rockabilly Weekend.

Mark Harman – Para nossos maravilhosos fãs no Brasil, esperamos ver muitos de vocês em Vegas. Por favor, tome um pouco do seu tempo para vir nos conhecer pessoalmente, tirar fotos, tomar um drink e bater um papo conosco! Nós estamos realmente ansiosos para que tudo seja perfeito e todos nós aproveitemos ao máximo este show! Esperamos também voltar em breve ao seu belo país. Mas, até lá, fiquem em paz, continuem curtindo o bom e velho rock ‘n roll e celebrando a vida!

Matérias Relacionadas
Banda Old Chevy
Trio campineiro Old Chevy completa 8 anos em 2018 anuncia lançamento
Bopflix Films: canal via streaming divulga músicos e bandas de estilo vintage
Cantora de Rockabilly
13 promissoras cantoras de rockabilly que você precisa conhecer
Emanuela Hutter
13 conceituadas cantoras de rockabilly em atividade que você precisa ouvir agora

Deixe um comentário

quatro × um =