Home > Destaque > Veja entrevista com Rose Sinclair, integrante da banda de Wayne Hancock com sua “steel guitar”

Veja entrevista com Rose Sinclair, integrante da banda de Wayne Hancock com sua “steel guitar”

2 de fevereiro de 2019, por Leandro Franco
Música
Rose Sinclair com sua Steel Guitar

No final do anos passado, o texano Wayne Hancock fez uma pequena turnê pelo Brasil, passando pelo Paraná e pelo centro e interior de São Paulo. A banda de Wayne é composta por excelentes músicos, sendo Rose Sinclair na “steel guitar”, Bart Weilburg na guitarra e Harvey Crowder no baixo acústico.

O Universo Retrô teve a oportunidade de entrevistar a presença feminina da banda, Rose Sinclair, responsável por tocar a “steel guitar”. Pouco comum no Brasil, trata-se de um tipo de guitarra elétrica que usa um bastão de metal sobre as cordas no lugar da pressão com os dedos, é tocado na horizontal, com as cordas voltadas para o instrumentista.

Rose Sinclair, guitarrista

Rose Sinclair (Foto: Divulgação)

Universo Retrô  – Nos diga onde você nasceu?

Rose Sinclair – Eu nasci em Midland, Michigan, na parte norte dos EUA. Por muito anos eu vivi me mudando por todo o país. Atualmente, moro em Austin, Texas, que é uma grande cidade da música com uma amigável e apoiadora comunidade musical.

Universo Retrô – Fale sobre sua iniciação musical. Seus pais eram músicos? Qual tipo de música você costuma ouvir?

Rose Sinclair – Eu toquei música por toda minha vida, começando com aulas de piano clássico aos 4 anos de idade. Aos 19, eu comecei a tocar folk music e, a partir daí, segui uma progressão musical cronológica. Desde bandas com banjo e violino da década de 20, até a música Cajun e negra com acordeon de Lousiana, até chegar à música country e western swing com steel guitar dos anos 40 e 50.

Toda essa música antiga pode não estar nas rádios populares, mas está viva em salões de dança e em festivais. Meus pais não me encorajaram na música, para eles não era uma carreira séria. Mais tarde, descobri que minha mãe tocava acordeon quando era jovem. Meu pai começou a tocar bateria aos 82 anos de idade. Então, eu acho que ambos eram músicos de coração.

Eu trabalhei em vários tipos de trabalhos para me sustentar, enquanto eu tocava em bandas. Eventualmente, comecei consertando casas antigas e alugando-as. Hoje, estas casas alugadas me ajudam a apoiar minha vida musical. Eu tenho tocado em bandas há 30 anos. Passei por grupos de cordas, bandas de cajun e zydeco, bandas de western swing e música country.

Rose Sinclair

Rose Sinclair tocando Steel Guitar (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Por que você escolheu tocar steel guitar?

Rose Sinclair – Há muito tempo atrás, eu ouvi uma banda cajun com uma steel guitar em Lousiana, tocando num rítmo muito acelerado. Eu gostei muito. Então eu ouvi a steel guitar na música country antiga de Hank Williams e Webb Pierce, e a steel guitar jazzística no western swing. Eu fiquei viciada!

Eu toco uma Fender Stringmaster D-8 (braço duplo com 8 cordas em cada braço). É uma “old school” (estilo moda antiga) steel guitar. Antes de adicionar pedais, transformando-a numa moderna steel guitar atualmente.

Eu sou obcecada por este instrumento antigo, curto o desafio das limitações, e o fato de não haver partes móveis. Está tudo nas mãos. Como disse o tocador de steel guitar Herb Remington (Texas Playboys): “As mãos estão conectadas ao coração.”

Universo Retrô – Quais são suas maiores influências na música?

Rose Sinclair – Eu tive a grande sorte de estudar com músicos que foram parte da história do western swing. Maurice Anderson que tocou com Bob Wills & Texas Playboys. Pee Wee Whitewing que tocou com Hank Thompson & the Brazos Valley Boys. Eu também aprendi com Herb Steiner e Denny Mathis – ambos no Texas Steel Guitar Hall of Fame.

Eu amo tocar em convenções de Steel Guitar e chegar a ouvir e sair com muitos músicos legendários de Steel Guitar. Eu estudo antigas gravações de meus heróis da música que já se foram, incluindo Vance Terry, Noel Boggs, Herb Remington, e muitos outros. Um dos meus favoritos é Brisbane Bop western swing do começo da década de 60 com Jimmie Rivers na guitarra e o grande Vance Terry na Steel Guitar. É fantástico!

Universo Retrô – Comente sobre seu disco solo, composições, produção e músicos envolvidos.

Rose Sinclair – A maioria das pessoas associa steel guitar com country music. Quando eu me mudei para Austin, no Texas, eu iniciei meu próprio grupo tocando o que eu chamo de “cocktail steel”old swing jazz tocado na steel guitar, com guitarra de jazz, baixo acústico e bateria.

Nós gravamos 6 músicas que eu, basicamente, entreguei como um “cartão de visita” para tentar explicar o que eu estava fazendo. Eu enviei as gravações para poucos DJs que tinham programas de western swing em rádio. Acabou sendo nomeado álbum do ano pela Academia de Artistas Western, sendo tocado nos EUA e na Europa.

Universo Retrô – Como aconteceu o convite para tocar com Wayne Hancock?

Rose Sinclair – Eu me mudei para o Texas para dedicar minha vida a Steel Guitar e aprender com os antigos músicos de swing western que ainda viviam e tocavam por lá. Eu era uma grande fã da música do Wayne Hancock e tinha um objetivo secreto de tocar na banda dele algum dia.

Wayne era um dos poucos artistas em turnê que preferiam a steel guitar “old school” sem pedal (em vez da moderna “pedal steel guitar”) e ele sempre tinha os melhores músicos em seus discos. Demorou cerca de três anos tocando em clubes ao redor de Austin, mas finalmente recebi o telefonema para tocar com Wayne. Ele estava um pouco nervoso porque nunca havia contratado uma mulher antes! Eu estou tocando em sua banda há 5 anos, então acho que está dando certo.

Universo Retrô – Fale sobre sua vida em turnê. Quais lugares você já tocou?

Rose Sinclair – Eu tenho excursionado por anos com várias bandas pelo Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Áustria, Suíça e Irlanda do Norte. Nós últimos 5 anos, nós estivemos por todo Estados Unidos com Wayne Hancok. Também visitamos a Espanha e o Brasil.

Universo Retrô – Como foi a experiência de tocar no Brasil?

Rose Sinclair – Nós amamos o Brasil! Eu estava pronta para ir lá. Edu Lane organizou a turnê e fez um trabalho fantástico até o último detalhe. Ele nos guiou em cada passo. Foi a turnê mais divertida e sem stress que eu já vivenciei. Os brasileiros que nós conhecemos fora super simpáticos e agradecidos. Nós fizemos bons amigos, incluindo nossos camaradas rockabilly dos Asteroides que abriram os shows.

Universo Retrô – Mande uma mensagem os fãs de country music no Brasil.

Rose Sinclair – Obrigado pro ouvir country music e ir aos shows. As bandas agradecem a calorosa amizade e apoio. Nós esperamos ver vocês novamente em breve.

Matérias Relacionadas
Idealizador do Muddy Roots fala sobre a edição brasileira do festival que acontece em Botucatu
Honky Tonk Party: Festa de 1 ano do Universo Retrô + Lançamento coleção Pin-Ups
Cyndi Lauper regrava ‘Funnel of Love’ de Wanda Jackson para novo álbum ‘Detour’
Dolly Parton: A rainha da Country Music completa 70 anos

Deixe um comentário

6 + doze =