Home > Destaque > Conheça a história dos Honky Tonks americanos, que serviram de inspiração para a festa de 1 ano do UR

Conheça a história dos Honky Tonks americanos, que serviram de inspiração para a festa de 1 ano do UR

29 de junho de 2016, por Mirella Fonzar
Lifestyle

Aproveitando o clima caipira das festas julinas, o aniversário de 1 ano do site e o tema da nova coleção decorativa em parceria com a ilustradora Aline Lacroc – “Pinup Cowgirl”, o Universo Retrô promove a primeira edição da Honky Tonk Party, no dia 30 de julho, no Rockerama Club, em São Paulo. O nome vem de encontro à temática do evento, que promete uma festa country retrô inspirada nas antigas casas noturnas americanas.

O termo “Honky Tonk”, que surgiu no final do século 19, mas foi se popularizar no começo do século 20, por volta da década de 1920, se refere a um tipo específico de bar com música country ao vivo, shows burlescos e cerveja barata, geralmente frequentado pelas classes trabalhadoras da época, nas cidades do sul dos Estados Unidos, em estados como Tennessee, Texas e Oklahoma.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Muitos dos artistas que inspiram as atrações da Honky Tonk Party (The Hicks, Ton White e Rooster of The Rising Sun) iniciaram suas carreiras nesses bares. É o caso de lendas como Patsy Cline e Ernest Tubb, que também não irão faltar na discotecagem em vinil do DJ Wagnão, durante a festa de 1 ano do Universo Retrô. Além disso, vale ressaltar que o termo “Honky Tonk” também pode se referir a um estilo musical dentro do country.

A Honky Tonk Music foi basicamente o que ritmo que inspirou o Boogie-Woogie, entre os anos 20 e 50. Com forte destaque para o piano, o estilo prezava mais pelo ritmo do que qualquer outra coisa, já que geralmente era tocado em instrumentos desgastados, velhos e até faltando alguma parte. Fats Domino e o sucesso “Blueberry Hill” representam bem essa transição. Hoje, no entanto, os instrumentos predominantes são o violino e a guitarra havaiana.

Patsy Cline (Foto: Reprodução)

Patsy Cline (Foto: Reprodução)

Nos anos 50, esse tipo de música entrou em sua era de ouro, porém, com o nome de Hillbilly Music dado pela indústria fonográfica. Além dos instrumentos citados acima, a voz rouca e anasalada se tornaram características marcantes de muitos cantores, como é o caso de Floyd Tillman e Hank Williams. Nas letras das canções, temas como a vida do trabalhador americano, suas dores de amor, problemas com alcoolismo, e por aí vai.

Muitos são os artistas que falam sobre essa atmosfera dos Honky Tonks em suas músicas. Abaixo, você confere músicas que tem esse tipo de bar e estilo musical, que inspirou o nome da festa do Universo Retrô, como tema central.

Johnny Cash – Honkytonk Girl

Hank Williams – Honky Tonk Blues

Johnny Horton – Honky Tonk Man

Kitty Wells – It Wasn’t God Who Made Honky Tonk Angels

Patsy Cline – Honky Tonk Merry Go Round

Ernest Tubb – “Honky Tonk Heart”

Loretta Lynn – Honky Tonk Girl

Waylon Jennings – Honkey Tonk Heros

Rolling Stones – Honky Tonk Women

Red Lights Gang – Honky Tonk Devil Girl

Se animou para reviver a magia dos Honky Tonks? Confirme presença na Honky Tonk Party!

AD FACEBOOK E INSTAGRAM_Honky Tonk PartyHonky Tonk Party

Local: Rockerama Club – Rua Rui Barbosa, 401, Bela Vista – São Paulo (SP)

Atrações: The Hicks, Ton White, Rooster of The Rising Sun, Aurora D’Vine e DJ Wagnão.

Couvert Artístico: R$ 20

Data: Sábado, 30 de julho de 2016

Horário: À partir das 21h

Evento no Facebook, aqui

Matérias Relacionadas
Quarteto de bluegrass ‘O Bardo e o Banjo’ lança novo álbum com letras em português e influências brasileiras
Fabulous Bandits
10 bandas nacionais independentes para ouvir um rock caipira
Banda The Porres retorna com novo vocalista, músicas e shows programados
Estúdio Raviere cria identidade visual e papelaria com inspiração retrô

3 Responses

    1. Olá, caro anônimo, tudo bem? Não vejo como redundância dizer que eram americanos, já que nem todo mundo conhece a história americana em si. Porém, fique a vontade em pontuar onde mais achou que há redundâncias no tema e erros de pesquisa. Abraços,

  1. Anônimo

    “Os honky tonks só podiam ser americanos”. Não é de hoje que há um certo ataque aos atores do Universo Retro, há pessoas no meio que se dizem “Os entendidos”, “Os donos” que procuram sempre denegrir a imagem do site de alguma maneira, principalmente, se o site falar algo sobre o conteúdo Country. O mais fantástico de tudo isso, é que buscam a denegrir anonimamente e pior, mandando fofoquinhas por caixa de mensagem no Facebook. Que feio, CASAL de anônimos… Nós sabemos que são vocês que perdem o precioso tempo apontando quem é o certo e o errado da cena.

    O site de vocês é ótimo! E Mirella Fonzar, estão de parabéns! Ótimo texto.

Deixe um comentário

12 + doze =