Home > Destaque > 2º edição do PiraPsycho mostra resistência do gênero psychobilly no interior da capital paulista

2º edição do PiraPsycho mostra resistência do gênero psychobilly no interior da capital paulista

1 de novembro de 2018, por Daise Alves
Eventos
PiraPsycho 2018

No dia 20 de outubro, aconteceu o PiraPsycho, evento de psychobilly, na SINTIPEL (sindicato dos papeleiros de Piracicaba). O festival, que aconteceu em Piracicaba, no interior do estado de São Paulo, foi realizado no melhor estilo underground, com muita dedicação dos organizadores e sem apoio de grandes marcas, apenas suporte de empresas alternativas.

O evento, que além do line up, teve área de alimentação e expositores, mostrou ser um ambiente para toda família com área, inclusive, para crianças. Apesar do perfil psychobilly, o festival abriu espaço para duas bandas de countrybilly, Capitão Taverna e Roçabilly Brothers, que abriram a festividade no lado externo da festa. Apesar do atraso de duas horas, nada impediu a sinergia do local com as bandas e o público.

Roçabilly Brothers

Roçabilly Brothers (Foto: Juliana Jota)

Iniciando a programação oficial, a banda Sangue de Androide, antiga Rocktrash, trouxe o peso do seu som para o palco, seguida da também paulistana Voodoo Brothers, que teve Camila Lacerda (Pitty), como única mulher a comandar um instrumento no palco, dominando a bateria.

A baterista mostrou não só que tem talento, como cativou Rafaela, uma menina de 4 anos que passou o show inteiro prestando atenção na banda e imitando sua performance.

Baterista Camila Lacerda

Baterista Camila Lacerda – Pitty (Foto: Juliana Jota)

O festival seguiu com a banda Surf Aliens, que trouxe seu som instrumental “surf punk alienígena”, como a própria banda denomina, seguida da punkabilly Asteroides Trio, que também contou com a presença do garotinho Ramon, filho do organizador Felipe, que subiu no palco para cantar com eles.

A noite seguiu com as bandas Skizoydz, Spitfire Demons, Crazy Horses e Kães Vadius, principal atração da noite. O festival, dedicado a um gênero musical muito nichado, mostrou a resistência do estilo no interior paulista e reflete o desejo dos organizadores em mantê-lo vivo.

Skizoydz

Skizoydz (Foto: Juliana Jota)

Matérias Relacionadas
Dj
Conheça os DJs que irão discotecar na Halloween Vintage Party
Atração do Halloween Vintage, Voodoo Brothers disponibiliza álbum ‘Green Kahuna’ em versão online
Psychobilly
Entenda o que é Psychobilly e como tudo começou
Psychobilly Frances
Bandas para conhecer da cena psychobilly francesa dos anos 80 e 90

Deixe um comentário

19 − 3 =