Home > Destaque > A importância de Eddie Cochran para a história do rock

A importância de Eddie Cochran para a história do rock

5 de outubro de 2016, por Eduardo Molinar
Música
Eddie Cochran

Quando a história do rock é contada a partir do início, os nomes de Elvis e Chuck Berry geralmente são citados, seguidos por Little Richard e Jerry Lee Lewis. Infelizmente, muitos historiadores e fãs desse estilo musical deixam de lado ou realmente não conhecem um rapaz que influenciou o glam rock, o heavy metal, o punk rock e o pop rock. Esse rapaz foi Eddie Cochran.

Nascido Edward Raymond, em 1938, Eddie Cochran, como ficou conhecido no mundo da música, iniciou sua carreira ainda na escola. Depois de um tempo, já em 1954, começou uma parceria Hank Cochran. Apesar de formarem o grupo The Cochran Brothers e gravarem canções com esse nome, eles não eram parentes. Um ano depois, como artista solo, gravou a música “Skinny Jim”. Em 1956 fez uma aparição no filme The Girl Can’t Help It, onde interpretou outra canção de autoria própria, “Twenty Flight Rock”. Na época dos lançamentos, elas não chegaram a ter grande destaque e, ironicamente, hoje são consideradas clássicos do rock and roll e do rockabilly.

Cochran em turnê pela Inglaterra

Cochran em turnê pela Inglaterra (Foto: Reprodução)

A partir de 1957, Cochran obteve vários hits nos EUA e na Inglaterra. Canções que falavam do cotidiano juvenil e suas angústias, como ter que trabalhar durante o verão (Summertime Blues); ser proibido pelos pais de ir a festas de rock (C’mon Everybody); tentar conseguir a garota e o carro dos sonhos (Something Else). Infelizmente, durante uma turnê na Inglaterra, Cochran faleceu em um acidente de trânsito. Dentro do táxi que Eddie morreu estava sua namorada e Gene Vincent, outro ídolo do rock, que ficou gravemente ferido e fora dos palcos por um bom tempo.

Apesar de sua morte, ele obteve hits póstumos, como “Three Steps to Heaven” e “Nervous Breakdown”. A curta carreira não passou em branco por outros jovens que estavam iniciando suas bandas. Marc Bolan, que formou o excêntrico grupo glam T.Rex, carregou a guitarra de Eddie em um show e se tornou fã do mesmo. O Led Zeppelin geralmente tocava “C’mon Everybody” e “Something Else” em ótimas versões heavy metal delas, as quais podem ser conferidas na Internet.

Não apenas nesses estilos Eddie foi uma forte influência. No punk rock teve “C’mon Everybody” e “Something Else” regravadas pelos Sex Pistols. Ele também influenciou a maneira de tocar de Johnny Thunders and the Heartbreakers, que com freqüência prestavam tributos a Cochran em seus shows. Eddie também deu o pontapé inicial para Brian Setzer formar os Stray Cats e para o início do neo rockabilly nos anos 80. Setzer inclusive interpretou Cochran no filme La Bamba (1986), o qual conta a história de Richie Valens. A banda The Who fazia versões de Summertime Blues em seus shows, assim como Joan Jett and the Blackhearts regravaram essa canção. No Brasil, Marcelo Nova a regravou também em 1991, no álbum Blackout, o primeiro álbum inteiramente acústico da história do rock.

Matérias Relacionadas
Cazuza
O auge do rock nacional durante a década de 1980
Pink Floyd
A conexão entre a banda Pink Floyd e o universo crossdresser
Listamos as mais famosas histórias sobre rock ‘n roll e ocultismo
Elvis Presley
Como Elvis Presley se tornou o Rei do Rock

Deixe um comentário

dez − 9 =