Home > Destaque > Bate-papo com Jun, vocalista e guitarrista da banda mod Modulares

Bate-papo com Jun, vocalista e guitarrista da banda mod Modulares

8 de fevereiro de 2017, por Daise Alves
Música
Modulares banda mod

No próximo sábado (11), acontece o Mods MayDay, evento de lançamento do livro Nós Somos os Modsde André Carmona, que conta a história da cena mod paulistana. Aproveitando a oportunidade, conversamos com as bandas que representam esse estilo, inspirado no rock dos anos 60, para entender como esse movimento está representado hoje na capital paulista.

Já falamos com a promissora Os Artefactos e a tradicional The Charts. Dessa vez, o papo foi com Jun, compositor, vocalista e guitarrista da banda Modulares, que está em atividade há 10 anos. Confira:

Universo Retrô – Vocês estão em atividade desde os anos 2000, mas só agora parecem estar com planos para a gravação do primeiro álbum oficial da banda. Quais foram as dificuldades que vocês enfrentaram para só sair o primeiro álbum agora, depois de tantos anos?

JUN – Na real, a Modulares começou em fins de 2007, e nosso primeiro show foi no Outs (em São Paulo) em janeiro de 2008. Eu sim, estou na atividade desde 2000, sou um dos fundadores da Laboratório-SP, a primeira banda “oficial” que fiz parte. E sim, estamos com planos de lançar nosso álbum cheio em 2017, temos músicas o suficiente e um repertório bem afiado para tal. Porém, desde que começamos nunca deixamos de lançar músicas autorais inéditas, temos quatro EPs lançados e estamos indo para o quinto agora, as músicas já estão todas gravadas inclusive.

E maior dificuldade que encontramos para lançar um álbum oficial até agora foi a (falta de) verba mesmo. Hoje em dia parece fácil (dizem, né?) mas não é nada fácil bancar do próprio bolso um estúdio bom, com qualidade, produtor, etc. Falta apoio, a banda não toca com tanta frequência quanto gostaríamos então nossos rendimentos vindos desses shows não conseguem bancar um álbum cheio, não temos selo ou gravadora por trás… então tudo isso acaba dificultando uma empreitada dessas. Mas estamos confiantes que um dia sai… estamos trabalhando para isso.

Modulares

Os Modulares (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Sobre esse EP, que também terá videoclipe. O que podemos esperar dessa produção? Podemos nos dar algumas dicas das referências que iremos encontrar?

JUN – Sim, estamos com um EP novo já gravado mas ainda estamos estudando de que forma e como iremos lançar esse material, quais os formatos, enfim… o EP, intitulado Reino De Absurdos, contém 3 faixas inéditas e ainda existe a possibilidade de entrar mais uma, ainda estamos em conversações… logo saberão. Esse EP foi gravado no Estúdio Lamparina e produzido pelo grande Guto Gonzalez. Considero esse o mais maduro e bem gravado trabalho da banda até agora.

Traz muitas referências musicais, algumas dessas referências novas para a banda… muita influência dos Classic Mod dos 60, passando por toda coisa do powerpop e pelo freakbeat francês dos 60, tem até theremin na parada… mas tudo isso aliado a uma sonoridade moderna e forte, com presença. Estamos muito satisfeitos com o resultado.

O videoclipe será da faixa Reino De Absurdos e já está sendo filmado já faz um bom tempo, resta apenas uma cena para finalizarmos a fase de captação de imagens, e está ficando belíssimo. Está sendo dirigido por Micca Delgado e produzido pelo Estúdiofante… estamos em processo bem adiantado e em breve soltaremos novidades por ai.

Universo Retrô – Vocês tocaram na Virada Cultural 2016. Como foi essa experiência?

JUN – Sim, tocamos…. foi muito bom para a banda, claro, tocar em um evento com tal relevância, ali no centro antigo da nossa amada Cidade de São Paulo… e o mais bacana de tocar em eventos assim é o fato de poder mostrar nosso som para pessoas que nem sempre têm acesso, pessoas que não costumam frequentar nossos shows e a resposta foi incrível, estava uma noite maravilhosa, local cheio, o público estava ligadaço, o som ótimo, e a banda estava inspirada… aliás, considero esse o melhor show da banda.

Universo Retrô – Por ser uma banda inicialmente mod, vocês têm um som até um pouco mais carregado. Quais são suas referências musicais?

JUN – Bem, acredito que desde o nosso primeiro EP, o Na Contramão! somos “bem carregados”, digamos assim (risos) e, sendo breve, nossas referências vêm de várias vertentes musicais, fica difícil enumerar todas… The Small Faces, The Creation, o powerpop de bandas como The Records, as bandas obscuras do garage-punk dos anos 60, The Jam, The Prisoners, o freakbeat francês dos 60, o Punk ’77 britânico, toda a Soul Music e o R&B americano, etc…

Universo Retrô Em uma entrevista concedida há alguns anos para o Senhor F, você afirmou que “a coisa mod está mais no comportamento do que no visual, e isso é um fato!”. Qual seria esse comportamento mod?

JUN – Clean Living Under Difficult Circunstances… esse é o comportamento Mod.

Show da banda Modulares

Show da banda Modulares na Virada Cultura (Foto: Johnny Macedo)

Universo Retrô – Há sempre uns picos de altos e baixos dentro da subcultura. Para vocês, quando foi o maior auge?

JUN – Eu sinceramente não sei, exatamente… na real, não me preocupo muito com isso… falar de subculturas no Brasil ou fora daqui não é a coisa que mais me atrai nos dias de hoje… me preocupo mais com nosso som, a quem queremos atingir e também me preocupo em ampliar cada vez mais o número de pessoas que admirem o nosso som, apenas isso… para mim, a música vale muito mais do que movimentos ou rótulos.

Universo Retrô – Mesmo com um espaço pequeno aqui no Brasil, vocês já conseguiram destaque lá fora. Como enxergam o acontecimento dessa oportunidade?

JUN – Sim, perfeito. Infelizmente bandas como a Modulares (mesmo vivendo, compondo e cantando no Brasil) sempre tem muita dificuldade para serem entendidas por aqui… o que eu acho lamentável, mas entendo. O Brasil é multicultural, um país enorme e cheio de modismos musicais e tal, então acredito que bandas como a nossa, que vivem e sobrevivem no “underground do underground”, sempre serão muito mais reconhecidas por uma minoria que se interessam por algo diferente…

Enxergamos o fato de sermos reconhecidos lá como uma grande conquista, pelo som que fazemos que tem muitas referências de lá fora e isso de certa forma acaba nos ajudando, o fato de compormos e cantarmos em português sempre chamará a atenção da gringaiada. Já recebemos convites para gravar por selos de fora, da Inglaterra, da Alemanha, mas queriam que gravássemos com letras em inglês, recusei na hora… Eu penso, escrevo, canto em português… e isso é que nos diferencia das bandas lá de fora, e isso é que acaba levando eles a se interessarem mais pela banda, acredito eu…

Making of do vídeo Reino dos Absurdos

Making of do vídeo Reino dos Absurdos (Foto: Elisa Franco)

Universo RetrôComo podemos definir a cena mod no Brasil, desde sua origem até os dias de hoje?

JUN – Nunca existiu “cena Mod” no Brasil… portanto, não posso definir…

Universo Retrô O que vocês estão preparando para os fãs que irão assistir vocês no Mods Mayday?

JUN – Estamos realmente empolgados para tocar no evento, que está sendo organizado por pessoas que gostamos e que eu tenho certeza que entendem cada palavra, frase e acorde disparado pela banda. Para esse show teremos algumas novidades no nosso set list, mas isso é surpresa… quem viver, verá (e ouvirá)!

SERVIÇO
Facebook: www.facebook.com/modularesoficial
Instagram: @modularesoficial
Bandcamp: www.bandcamp.com/modulares
Soundcloud: www.soundcloud.com/modulares

Mods MayDay
Lançamento “Nós Somos os Mods”, de André Carmona
Shows: The Charts, Modulares, Efedrinas, Os Artefactos
DJs: Kalota e Cintia Sixtie.
Local: Morfeus Club (Rua Ana Cintra, 110 – Santa Cecília, São Paulo/SP_
Hora e data: 16h, dia 11/02/2017 (sábado)
Entrada: R$ 20,00 com nome na lista (modsmaydaysp@gmail.com), R$ 25,00 na porta.

Matérias Relacionadas
The Charts
Scooteria Paulista recebe a banda mod ‘The Charts’ nesse sábado
Fases e Faces
Livro ‘Nós Somos os Mods’ é o primeiro registro oficial sobre a cena mod paulistana
Mods MayDay
Nostálgicos e com muita energia: Saiba tudo o que rolou no Mods MayDay
Banda Efedrinas
Efedrinas estará no palco do Mods MayDay; veja nosso bate-papo com o baterista Caetano Sevilla

Deixe um comentário

6 + 12 =