Home > Destaque > Editora do Universo Retrô, Miss De-Lovely é a Pin-Up do Mês no aniversário do site

Editora do Universo Retrô, Miss De-Lovely é a Pin-Up do Mês no aniversário do site

3 de julho de 2017, por Daise Alves
Moda
Pin-Up Miss De-Lovely

No mês de julho, o Universo Retrô completa 2 anos. E não foram poucas as conquistas! Como vimos na retrospectiva desse ano, foram diversos os projetos produzidos e publicados por aqui. E para comemorar esse sopro de velhinhas, pela primeira vez aqui no site, a editora Mirella Fonzar, também conhecida como Miss De-Lovely, aparece como Pin-Up do Mês do portal, no clique de Daniela Petrucci para o editorial Sky Lovers, que vem sendo publicado aqui no site no decorrer do ano.

Também jornalista, fundadora do portal Universo Retrô e do blog e canal Miss De-Lovely, Mirella posa ao lado de um Decathlon 8KCAB dos anos 1970 e traz a magia das antigas aviadoras com um figurino tradicional, inspirado nas comissárias de bordo do passado. Viciada em tudo que tem cara de antiguinho, também coleciona discos, tatuagens old school e batons. Ama viajar e já viveu em oito cidades diferentes ao longo da vida.

Quer saber mais sobre essa que também comanda o Universo Retrô? Confira a entrevista abaixo:

Miss De-Lovely

(Foto: Daniela Petrucci)

Universo Retrô – Depois de dois anos de site essa é a primeira vez que você aparece por aqui como a Pin-up do Mês. O que tem a dizer em representar o portal no mês do seu aniversário?

Miss De-Lovely – O motivo de não aparecer sempre por aqui é que não queremos que o site se torne um blog meu e seu, Daise, apenas com fotos nossas, né? A ideia é dar espaço para diferentes garotas estamparem nossos editoriais e mostrar essa diversidade enorme que a cena tem; meninas com diferentes corpos, etnias, modelos, pessoas reais… Assim fizemos com o calendário de Pin-Ups em 2016 e, depois, em outros ensaios. No entanto, dessa vez calhou de a gente também ter participado dos ensaios no Aeroclube de São Paulo e o trabalho da Daniela Petrucci ter ficado tão incrível que não poderíamos deixar de publicar por aqui.

E por que não nos meses de aniversário do site, né? Eu sou julho e a Daise será agosto, quando costumamos fazer nossas festas de aniversário. Pra mim é uma enorme honra aparecer neste espaço e poder falar mais abertamente o que penso nesta entrevista, já que no dia a dia de publicações a gente não costuma falar em primeira pessoa. Além de poder ter fotos incríveis publicadas neste site que tanto amo, posso compartilhar ainda mais das minhas ideias com as pessoas que as vezes não me conhecem tão bem.

Universo Retrô – Nesses dois anos de site, qual a forma que você mais contribuiu para a cena vintage e retrô?

Miss De-Lovely – Ao invés de dizer “Eu”, prefiro dizer “Nós”. O Universo Retrô não é apenas um projeto pessoal, ele tem tanta gente envolvida que seria até pretensioso da minha parte tomar os créditos pra mim mesma. Acredito que o portal tenha contribuído muito para o crescimento da cena nesses 2 anos de existência. Levamos informação de qualidade aos apaixonados pela cultura vintage, algo que antigamente precisava se pesquisar muito para encontrar ou as vezes nem existia online.

Trazemos tendências de fora, noticiamos as novidades da cena brasileira, apoiamos praticamente todas as iniciativas locais e talvez não fazemos mais por falta de tempo ou braço – por isso, quanto mais colaboradores, maior seremos e mais poderemos fazer pela cena. Acho que uma das coisas mais legais do Universo Retrô é que aqui não tem picuinha, não tem preferidos. Tentamos ser o mais imparcial possível em nossa linha editorial, por que, como já disse, o site não é nosso, ele é de todos que amam essa cultura do retrô. E nós como influenciadores, temos a obrigação moral de sermos neutros e apoiarmos tudo o que considerarmos que fará bem para a cena.

Miss De-Lovely

(Foto: Daniela Petrucci)

Universo Retrô – De todas as tarefas do Universo Retrô, o que você sente mais prazer em fazer?

Miss De-Lovely – Eu sou jornalista de formação e comecei a trabalhar como editora web, há 7 anos, em 2010, no antigo Portal ONNE – o canal Estilo de Vida do MSN Brasil, depois lancei meu próprio site, o Be Style, e em seguida o Universo Retrô. Desde então, costumo revisar e editar conteúdos de equipes de redação. Eu amo escrever, mas o trabalho de lapidar um texto de alguém que não é jornalista, mas tem muito a dizer, é algo que me dá muito prazer em fazer. Acredito que o trabalho do editor no mundo de hoje seja esse.

Não sou daquelas jornalistas que acha que os blogueiros e escritores não profissionais tomam nosso espaço no mundo moderno. Acredito exatamente no contrário. Essa é uma possibilidade de somar forças e um ajudar o outro. Tem muita gente que tem muitas ideias legais, mas não necessariamente sabe a melhor forma de dizer; por outro lado, eu estudei e me especializei nisso, então, é meu dever ajudar essas pessoas. Enfim, fico muito feliz em ser editora do site de maneira geral.

Universo Retrô – O que mudou na sua vida depois do Universo Retrô?

Miss De-Lovely – Trabalho com internet há aproximadamente 10 anos. Sempre estive envolvida com moda, música e lifestyle de maneira geral. Em todos os sites que escrevi antes do Universo Retrô sempre tentei abordar o retrô de alguma maneira, fosse através da música, da moda, do colecionismo, etc. Portanto, ter criado um portal online que aborde tudo isso que sempre gostei e de forma segmentada é realmente incrível. É a realização de um sonho mais que profissional.

É poder misturar meu estilo de vida e minha profissão de uma maneira linda e que me faz ter um prazer enorme em realizar. A criação do site me possibilitou mergulhar ainda mais neste universo e realmente respirar o retrô 24 horas por dia. Depois do UR, tomei impulso também para criar o meu blog pessoal e canal no youtube, Miss De-Lovely, e até batizar um apelido, realizando ensaios fotográficos e podendo compartilhar um pouco do meu estilo de vida com meus amigos e seguidores.

Pin-Up Miss De-Lovely

(Foto: Daniela Petrucci)

Universo Retrô – De onde vem o apelido Miss De-Lovely?

Miss De-Lovely – Minhas amigas sempre me falaram pra criar um canal no youtube e compartilhar dicas de moda, penteados, makes, etc. Um belo dia, resolvi me arriscar e fazer uns vídeos. Acabei curtindo a ideia e criei o canal e um blog. Mas, precisava de um nome pra isso. Foi aí que matutando, pensei em Miss De-Lovely, que vem da música It’s De-Lovely, do Cole Porter, um grande compositor de jazz dos anos 20 e que foi uma figura que eu admiro muito. De-Lovely também é o nome da cinebiografia dele, que, por acaso, estava na minha estante de DVDs quando eu buscava por um nome. A propósito, o nome tem tudo a ver comigo por que eu sou apaixonada por jazz. O gênero foi um dos grandes responsáveis pela minha paixão pelo retrô se aflorar ainda mais.

Universo Retrô – Nos conte como aconteceu a sua paixão por todo esse universo retrô, vintage e o rockabilly que sabemos que é uma grande entusiasta.

Miss De-Lovely – Sempre gostei muito de música e cinema antigo, especialmente rock ‘n roll e filmes musicais. Acredito que fazer teatro durante a adolescência tenha me iniciado nesse mundo do vintage. Quando tinha 16 anos (hoje tenho 31), fui fazer intercâmbio em Chicago, Estados Unidos, e na escola onde estudei participava do clube de teatro. Lá tive a oportunidade de participar da peça South Pacific, que é um clássico e ganhou um filme em 1958. Já havia assistido outros filmes, mas me apaixonei pelas músicas desse, pelo figurino e pela história que se passa numa ilha da polinésia durante a guerra.

Esse talvez tenha sido meu primeiro contato mais forte com o jazz e nos anos seguintes fui me aprofundando cada vez mais neste estilo musical. Por volta dos 20 anos de idade, na época do Orkut, comecei a mergulhar em música antiga e um artista me trouxe o outro. Como naquela época a gente precisava garimpar por CDs ou saber exatamente o que estava procurando pra baixar um som, eu ficava pesquisando as comunidades relacionadas de artista como Ella Fitzgerald, que eu já amava, pra encontrar novos sons.

Foi indo do jazz, blues, ao rock ‘n roll, até chegar em rockabilly, doo woop, country, chorinho, bossa nova. Fui mergulhando cada vez mais nesse universo do vintage e expandindo os gêneros musicais, sem nunca me restringir – sem brincadeira, minha cabeça é uma verdadeira biblioteca musical e tem muito de tudo. Com certeza, a busca pela música colaborou com a busca pela moda, pelas festas, pela dança… até que hoje eu respiro o vintage o tempo todo. Faz parte de mim, não tem como fugir mais.

Pin-Up Miss De-Lovely

Universo Retrô – Você usa bastante o Instagram para compartilhar seus looks. Acredita que eles conseguem inspirar e motivar outras pessoas?

Miss De-Lovely – Se eu consigo ou não inspirar, não saberia dizer exatamente, mas faço com tanto carinho e tão naturalmente que espero poder, de alguma maneira, ser referência para as meninas que curtem o mesmo estilo que eu. Ali eu posso postar um pouco das composições que eu faço no meu dia a dia e dos ensaios fotográficos que participo, mostrando que é possível ter um estilo diferente num mundo que pede o tempo todo pra gente ser igual. Acredito que o vintage me trouxe, acima de tudo, liberdade na hora de me vestir.

Apesar de seguir um estilo particular inspirado nos anos 1940 e 1950, não sou mais escrava da moda atual que nos obriga a mudar o guarda-roupas a cada nova estação. Seguir um estilo inspirado em décadas passadas torna nosso guarda-roupas mais clássico e menos perecível, portanto posso usar a mesma roupa de 10 anos atrás por que ela continuará sendo “tendência”, assim como posso usar uma roupa herdada da minha avó e continuar me sentindo jovem e linda. Eu sou apaixonada pelo retrô e pelo vintage, e é isso que tento compartilhar com as pessoas que me seguem, que isso tudo é mais que uma moda passageira, faz parte da minha essência e de muita gente.

Universo Retrô – Qual a dica que você dá para quem quiser investir no estilo retrô?

Miss De-Lovely – Siga o seu coração. Não adote um estilo simplesmente por que as outras pessoas estão adotando ou está na moda. Invista no estilo retrô se é algo que você verdadeiramente se identifica; mergulhe nas referências de moda, de cultura, de música, entenda o que você veste acima de tudo. Então, a partir do momento que o estilo está em você, não existirá esforço. Seu olhar para consumir será natural e você não precisará gastar horrores em “figurinos”, já que roupa é algo que obrigatoriamente a gente tem que vestir. Eu, por exemplo, quando percebi, vi que não tinha mais nada “da moda” no armário e que até meu pijama remete ao estilo retrô. Não é mais um esforço parecer retrô, é algo que está em mim. E se estiver também em você, será sempre mais fácil. :) A minha dica é: vem que o retrô é amor.

Miss De-Lovely

(Foto: Daniela Petrucci)

O editorial também ganhou uma playlist no Spotify com canções que possuem temática apaixonante sobre o céu e a lua. Ouça abaixo:

Aproveita e segue a gente lá também e ouça nossas outras playlists super nostálgicas <3 Só clicar no botão aí embaixo ;-)

Matérias Relacionadas
Lady Cat
Pin-Up do Mês Lady Cat fecha com chave de ouro a série fotográfica Sky Lovers
Bruna Capa
Bruna Gilda é a Pin-Up do Mês de Novembro no Universo Retrô
Chubby Pin-Up
Pin-Up do Mês ‘Chubby Pin-Up’ representa outubro no editorial ‘Sky Lovers’
Editora do Universo Retrô, Miss Daisy é a Pin-Up do mês de agosto do site

Deixe um comentário

19 + doze =