Home > Destaque > Mês dos Namorados: 5 músicas inesquecíveis de Tim Maia, o cantor dos apaixonados

Mês dos Namorados: 5 músicas inesquecíveis de Tim Maia, o cantor dos apaixonados

31 de maio de 2016, por Vanessa Rodrigues Rabelo
Música
Tim Maia

Sebastião Rodrigues Maia, mais conhecido como Tim Maia, foi um dos maiores cantores da música brasileira. Neste mês dos namorados, separamos 5 músicas inesquecíveis para relembrarmos o fabuloso cantor aos corações apaixonados.

Tim Maia percorreu várias vertentes musicais como o romântico, o soul e a dance music. Gravou o primeiro disco em 1970. Ele era um artista inquieto, era o camaleão da música brasileira. Já fez parte do movimento Racional, morou nos Estados Unidos e manteve uma banda juntamente com o Roberto Carlos.

1 – Me dê motivos: Motivos para perder alguém não são fáceis de serem declarados, principalmente quando você não quer perder esse alguém. Em uma briga é fácil falar “Pode crer, você pôs tudo a perder”, mas dizer “Me dê motivos para ir embora e te perder, é nessa hora que o homem chora” não é nada fácil. Apesar da letra não ser escrita pelo Tim, a voz marcante do cantor imortalizou a canção.

2 – Não quero dinheiro: No auge da felicidade, muitos de nós podemos pensar que pela pessoa amada largaríamos tudo. Atualmente, a música “Budapest”, de George Ezra, diz exatamente isso: “Minha casa em Budapeste, meu lindo castelo, por você eu largaria tudo”. Mas, em 1971, Tim Maia escreveu e gravou a inesquecível “Não quero dinheiro (só quero amar)”. A música reflete bem a irreverência do Tim e este estado de espírito do amor acima de todas as coisas.

3 – Gostava tanto de você: Os anos 70 foram um momento de efervescência na música brasileira. Não somente as canções de protesto contra a Ditadura Militar faziam sucesso, as canções de amor também estavam em alta. Além dos cantores considerados “bregas”, Tim Maia mostrava um lado romântico por trás de toda a personalidade forte pertencente a ele. Edson Trindade escreveu “Gostava tanto de você” e Tim imortalizou-a nos corações apaixonados.

4 – Já é primavera: Podemos nos atrever a dizer que essa é a música mais famosa de Tim Maia. Não é para menos, foi considerada uma das melhores músicas de 1970. Uma estação do ano era pouca coisa para Tim declara todo o amor dele, por isso “quando o inverno chegar” ele queria estar com a pessoa amada e durante a primavera dizer: “Já é primavera, te amo!”.

5 – Você: Essa canção lembra a convivência entre Roberto Carlos e Tim Maia. Tim, que compôs a canção, queria que Roberto a gravasse. Entretanto, Roberto não quis, pois desejava uma música sobre um término de namoro. Tim Maia, então, compôs “Não vou ficar”. A canção “Você” era tão sublime que o próprio Tim resolveu gravá-la. Mais uma vez, a alegria dele era retratada em uma música. Sem choros e sofrimentos, como eram algumas composições de Roberto Carlos, Tim preferia dizer: “Você é tudo para mim, é como eu sonhava”.

Desejamos um feliz Dia dos Namorados para todos os corações apaixonados ao som dessa playlist do inesquecível Tim Maia.

Matérias Relacionadas
Sarah Cupido Dia dos Namorados
Cupido é a representação de Dia dos Namorados no Calendário do Universo Retrô
Casa Blanca
6 filmes clássicos para assistir com seu amor no Dia dos Namorados
Sharon Tate
Mês dos Namorados: Veja os casais mais famosos e de relacionamentos conturbados dos anos 60 e 70

Deixe um comentário

um × 1 =