Home > Destaque > Morre enfermeira do beijo que simbolizou o fim da Segunda Guerra; conheça sua história

Morre enfermeira do beijo que simbolizou o fim da Segunda Guerra; conheça sua história

12 de setembro de 2016, por Rafaela Queiroz
Lifestyle

Se alguém citasse o nome Greta Friedman em uma conversa, você provavelmente não saberia dizer quem é, mas se mostrassem sua foto, com certeza, você a identificaria. Na icônica imagem de 1945, a enfermeira Greta Friedman foi clicada ao beijar o marinheiro George Mendonsa, em Nova Iorque.

Original do fotógrafo Alfred Eisenstaedt para a revista Life, a foto foi tirada na Avenida Times Square e representa a comemoração pelo fim da Segunda Guerra Mundial, momentos após a rendição do Japão. A imagem ficou mundialmente famosa e se tornou um ícone do pós-guerra.

Foto: Reprodução

Greta e George (Foto: Reprodução)

Porém, a história por trás do clique é curiosa: os dois sequer se conheciam e o marinheiro estava acompanhado de outra moça – Rita Petry – em um encontro, quando ouviram na rádio City Music Hall o anúncio do fim da guerra: “Os japoneses se renderam! A Guerra acabou!”. Mendonsa, que havia bebido um pouco além da conta, exagerou na comemoração e puxou Greta para um beijo “apaixonado”. Ele acabou se casando com Rita anos mais tarde.

Hoje, aos 93 anos, o ex-marinheiro se recorda muito bem do dia em que entrou para a história: “Eu estava muito feliz com o fim da Guerra, tinha tomado uns drinques, então quando a vi, agarrei e dei um beijo. Foi aquele momento, sabe? Tinha acabado de voltar do Pacífico e a Guerra havia terminado. Sobre a foto, não sabia que era eu. Um amigo meu, vários anos após esse momento, levou uma revista com a fotografia na minha casa e disse que era eu. Achei que ele estava louco, mas vi que era mesmo”, disse ele em uma entrevista ao Daily Mail.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Décadas se passaram e todo mundo, até mesmo o fotógrafo Alfred Eisenstaedt, tinha interesse em saber quem eram os protagonistas da foto, mas sem sucesso. Até que, 67 anos depois, em 2012, a rede de televisão norte-americana CBS conseguiu encontrar e reunir a dupla em um encontro no mesmo local onde a foto foi tirada.

Muitas pessoas questionaram (e ainda questionam) o fato de Greta ter sido agarrada contra sua vontade. Ela disse, em entrevista, que não viu o marinheiro se aproximando: “Não vi que ele estava chegando e, antes que eu tivesse percebido, já tinha sido agarrada. Depois, quando vi a fotografia, não tive dúvida, sabia que era eu. Eu não estava beijando ele, ele que me beijou”, disse ela se recordando do famoso beijo.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Greta Friedman faleceu na última quinta-feira, dia 8 de setembro, aos 92 anos. Ela já estava doente e teve o estado de saúde agravado por uma pneumonia. O anúncio foi feito pelo filho de Greta, Joshua Friedman, à imprensa americana.

Matérias Relacionadas
Nova Iorque anos 70
Série de fotos coloridas mostra a cidade de Nova Iorque nos anos 70
No mês do aviador, conheça a história dos desenhos das fuselagens de aviões militares
De telefonista a despertador humano, conheça 11 profissões antigas que não existem mais
Mulheres Guerra
Mulheres na Segunda Guerra Mundial: os dois lados da moeda

Deixe um comentário

sete + dezessete =