Home > Design > O que você ainda não sabia sobre o pai da tatuagem Old School

O que você ainda não sabia sobre o pai da tatuagem Old School

1 de julho de 2015, por Brisa Issa
Design
Sailor Jerry

Antes de começar a falar sobre um dos caras que é referência quando o assunto é tatuagem tradicional, gostaria de me apresentar. Meu nome é Brisa, sou aprendiz no estúdio Analogic Love e fundadora de um dos blogs mais legais sobre tattoo (bem modesta, né?), o Brisa Ink. A partir de agora, você também poderá me encontrar por aqui no Universo Retrô, com a minha coluna mensal sobre tatuagem.

Escolhi começar pelo meu estilo favorito de tattoo e que também está ali, lado a lado, com quem curte as décadas de 1930 até o comecinho dos anos 1950: o old school. Sabe os desenhos de pin-ups, andorinhas e caravelas que você certamente já viu por aí? Eles se encaixam no old school ou tradicional, como preferir.

Brisa Issa e Sailor Jerry Rum

O braço tatuado de Brisa Issa e o Sailor Jerry Rum que acaba de chegar ao Brasil (Foto: Analogic Love)

O que caracteriza uma tatuagem neste estilo são as linhas mais grossas, muitas vezes beirando o rústico, além do uso de uma cartela de cores de tinta bem pequena (vermelho, preto, verde, amarelo e azul são algumas delas).

O old school foi muito “divulgado” através dos marinheiros durante a Segunda Guerra Mundial, quando houve um certo boom por conta da vontade de levar na pele as lembranças das pessoas queridas que eles deixavam pra trás e não sabiam se veriam novamente.

sailors tattoo

Os marinheiros americanos e suas tatuagens (Foto: Reprodução)

Garotas “pin-up” para representar seus amores ou decepções amorosas; andorinhas para trazê-los de volta à terra; tinha a lenda do porco e do galo também, para aqueles que não queriam morrer afogados; as caravelas que remetiam à vida dos marinheiros… entre tantos outros desenhos.

Pin-ups Sailor Jerry

Pin-ups Sailor Jerry (Foto: Reprodução)

Um dos tatuadores que ficou muito relacionado à este estilo foi Norman Collins, vulgo Sailor Jerry (1911-1973). Adolescente, ele ingressou no universo da tatuagem e quando pegou sua primeira máquina elétrica começou a pagar bebidas pros bebuns de porta de bar em troca de poder tatua-los. Porém foi quando entrou para a marinha americana, onde conheceu o oriente, que sua paixão por tatuagem se firmou.

Sailor Jerry

Sailor Jerry em ação (Foto: Reprodução)

Ele foi um dos primeiros a fazer um “intercâmbio” de informações e conhecimento com artistas asiáticos e orientais num geral. Tanto que podemos ver a influência em alguns de seus trabalhos no estilo oriental, adaptado para o old school.

sailor jerry

Desenhos de Sailor Jerry (Foto: Reprodução)

O legado do Sailor Jerry é forte até hoje e além de uma marca licenciada com seus desenhos, de um rum criado em sua homenagem (aliás, ele acabou de ancorar aqui no Brasil – veja aqui), lá no Hawai (lugar onde morou maior parte de sua vida) acontece o “Sailor Jerry Festival” regado à muita música, desfile de pin-ups e, é claro, muitas tatuagens.

Neste documentário você fica sabendo mais um pouco sobre este marinheiro que tanto influenciou a tatuagem tradicional:

Matérias Relacionadas
Old School Tatuagem
Pinterest: Veja as 10 tattoos Old School mais pinadas no Brasil
Estúdio de Tatuagem em SP
Lollapalooza terá Kombi Safari transformada em Tattoo Truck por dois estúdios de SP
Sailor Jack Rum
Spiced rum Sailor Jerry realiza Flash Art em bares de São Paulo
12 Tatuadores brasileiros de Old School que você precisa conhecer

3 Responses

  1. Gustavo Diakov

    excelente matéria, já sabia do que foi dito, mas é sempre bom ler coisas desse tipo.

    P.S roubei sua foto e deixei de foto de capa do meu facebook, espero que não se importe

Deixe um comentário

cinco × dois =