Home > Destaque > Universo Retrô entrevista Miss Rockwell De’Vil, organizadora e anfitriã do maior Concurso de Pin-Ups

Universo Retrô entrevista Miss Rockwell De’Vil, organizadora e anfitriã do maior Concurso de Pin-Ups

8 de novembro de 2016, por Cherry Rat
Moda
Miss Rockwell

Depois de entrevistarmos pin-ups internacionais como Cherry DollFace e Micheline Pitt, trazemos uma entrevista exclusiva com uma das modelos retrô mais badaladas do mundo: Miss Rockwell De’Vil. Ela, além de modelo pin-up, dançarina burlesca, cabeleireira, maquiadora e de fazer uma ponta como estilista, ajuda também na organização do maior festival Rockabilly do mundo, o Viva Las Vegas Rockabilly Weekender, o qual também é a anfitriã e organizadora do maior Concurso de Pin-ups, que também acontece nesse mesmo evento. Simpática e atenciosa, Miss Rockwell tirou um tempinho da sua rotina pra falar com o site Universo Retrô sobre tudo isso e um pouco mais. Confira:

Universo Retrô – Nós queremos saber um pouco mais sobre você. Nos diga como e quando começou sua paixão pelas pin-ups e a cena rockabilly?

Miss Rockwell De’Vil – Eu fui criada muito próxima da minha avó. Ela amava blues e jazz e adorava me ensinar a dançar. Mais tarde me envolvi com a música rockabilly e em 2001 eu fui para o meu primeiro Viva Las Vegas. Tenho ido todos os anos desde então. O estilo pin-up foi a parte mais fácil do meu amor pela cena e como maquiadora e cabeleireira isso se desenvolveu naturalmente pra mim.

Miss Rockwell

Miss Rockwell com roupa de banho da marca brasileira Sunda Inc (Foto: Lauren Horwood Photographer)

Universo Retrô – Nos fale mais sobre sua carreira como modelo pin-up, burlesca, maquiladora e cabeleireira. Qual veio primeiro? Como você começou?

Miss Rockwell De’Vil – Bem, o amor pela música veio em primeiro lugar, mas minha carreira como maquiadora me levou a perseguir o meu estilo pessoal e interesses e incorporá-los em meu trabalho. O Burlesco era algo em que eu era bastante tímida e vinha performando secretamente próximo dos meus 20 anos de idade. Então eu finalmente comecei a me apresentar em público e logo depois eu estava em turnê pelo mundo.

Eu carreguei meus interesses pessoais e estilo e os incorporei em meu trabalho e fiz questão de me educar sobre estilos tradicionais e como alcançá-los. Ao longo dos anos o meu trabalho tinha evoluído, mas naquela época não tínhamos muito acesso à internet para obter ideias e não tínhamos o YouTube. Tive que aprender tudo sozinha no estilo “tentativa e erro”.

Miss Rockwell

Miss Rockwell em ensaio Tiki (Foto: Vestige Photography)

Universo Retrô – Nós também queremos saber sobre seus outros projetos. Nos fale sobre a coleção de roupas Kustomville por Rockwell De’vil, sobre a revista Viva La Femme e suas responsabilidades com o evento Viva Las Vegas Rockabilly Weekender.

Miss Rockwell De’Vil – Alguns anos atrás, enquanto eu estava performando na Austrália, eu estava discutindo com um cavalheiro que desenhou o jeans masculino para Kustomville sobre como eu queria projetar uma coleção, pois sentia que as roupas não estavam evoluindo conosco. Eu estava na cena há anos e notei que a roupa não estava amadurecendo com a gente. Eles me abordaram sobre minhas ideias e começamos com calças. Está evoluindo lentamente para um alcance mais completo e estou animada para continuar buscando mais.

A Viva La Femme Magazine era algo que eu estava querendo fazer e finalmente abordei Tom Ingram sobre a ideia. Ele e a Audrey Deluxe estavam realmente animados com isso. Acontece que Audrey estava querendo fazer algo semelhante, então nos juntamos e criamos tudo. Nosso objetivo era dar luz sobre todo o talento feminino que compõe o Viva Las Vegas a cada ano. Na maioria das vezes, as mulheres caem nas sombras da indústria predominantemente masculina. Queríamos colocar todas elas em foco para mostrar que as mulheres são tão fodonas quanto os homens e nós formamos uma grande parte da cena e da indústria também.

No escritório que conduz o evento Viva Las Vegas eu estou nos bastidores atrás dos patrocinadores, anunciantes, vendedores, meios sociais e relações públicas, para nomear algumas das funções. Há muita coisa que acontece nos bastidores a cada dia que antecede o evento e é tudo muito detalhado. Eu sou anfitriã e organizo o concurso de pin-ups do evento, bem como o Meet and Greet e outros eventos sociais. É bastante trabalho, mas também é muito gratificante. Eu adoro o fato de que 15 anos atrás eu era uma participante e agora eu ajudo a organizar o evento.

Miss Rockwell

Miss Rockwell De’Vil para a sua marca Kustomville Jeans (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Nós sabemos que você é uma das responsáveis pelo Concurso de Pin Ups do Viva Las Vegas. Como você se sente organizando a competição mais desejada das pin-ups do mundo todo? Você imaginou que o concurso teria tal proporção?

Miss Rockwell De’Vil – Quando eu abordei o Tom Ingram sobre ter o concurso eu pensei que parecia justo. Eu sou anfitriã para vários concursos e ajudo a julgar outros também. Eu já estava envolvida no Viva dando aulas de maquiagem e cabelo e eu me perguntava por que no maior evento do Rockabilly do mundo não havia um concurso de pin-ups no Car Show.

Anos atrás, o Car Show era apenas uma pequena seção de carros em um galpão de estacionamento. Era só um algo a mais. Não havia nenhum palco ou evento formal. Com o passar dos anos, o número de carros foi crescendo e nós fomos aumentando o espaço. Tornou-se uma parte tão grande do evento e em qualquer outro Car Show você pode ver algum tipo de concurso, então por que não no Viva? Tom me pediu para juntar tudo e assim o fiz.

Eu tive uma experiência ruim em um concurso que eu entrei e eu queria ter certeza de que nenhuma outra garota iria passar pelo que eu passei. Eu nunca imaginei que o modo que eu fiz teria criado o concurso mais prestigiado na cena. Nós tentamos nos certificar de que todos se divirtam e façam amizade. É mais sobre um concurso dentro de si mesmo do que contra alguém e eu acho que é isso que o torna especial.

Miss Rockwell

Miss Rockwell em ensaio pin-up (Foto: Vestige Photography

Universo Retrô – Nós gostaríamos de saber quais são os critérios de seleção das pin-ups e o que fez a organização selecionar duas pin-ups brasileiras em dois anos consecutivos?

Miss Rockwell De’Vil – As fotos bonitas são um grande fator na hora de fazer a seleção. Qualquer garota que ama o estilo pinup, cena e cultura provavelmente terão investido em uma sessão de fotos com um notável fotógrafo que também adora fotografar pin-ups. A foto é a primeira impressão, mas às vezes até mesmo uma bela imagem feita com o celular pode ser tão agradável quanto.

Os juízes, em seguida, olham todas as biografias e lêem sobre cada uma. Na primeira rodada, os juízes escolhem as top 5 e, em seguida, pedimos às inscritas para escolher “A Escolha das Concorrentes” e ela será a número 6. Os juízes vão então escolher aquelas que eles sentem que devem participar da rodada pública de votação e é aí que o público vai decidir sobre as 6 restantes.

Eu acho que os juízes gostaram das fotos e das biografias que as meninas brasileiras nos enviaram nos últimos anos. Elas estavam todas claramente e realmente dentro da cena e tinham uma paixão por pin-ups que refletiu em suas imagens e bios.

Raquel Rockwell

Miss Rockwell (Foto: Vestige Photography)

Universo Retrô – Na sua opinião, o que uma garota precisa para ser uma modelo pin up? Que tipos de dicas você pode dar para aquelas que são ou que pretendem ser uma modelo pin-up?

Miss Rockwell De’Vil – Uma modelo pin-up é muito mais do que um rosto bonito. Embora seja assim que comece, sinto que a beleza está nos olhos do espectador. Com isso dito, eu procuro o caráter. Pin-ups tem caráter e devem refletir isso nas fotos que fazem. Deve haver uma qualidade única para cada menina que é demonstrada em suas ações ou pode ser reconhecida em suas imagens. Procuro garotas que amam a cultura, mas também fazem muito mais com o seu tempo do que tirar fotos.

Eu penso em Audrey Hepburn. Ela tinha estilo, graça, inteligência, beleza, mas também era muito compassiva e doou muito do seu tempo para a UNICEF. No final dos nossos dias, não vamos olhar para trás e pensar em como ficamos felizes com as fotos que tiramos. Queremos olhar para trás e pensar sobre as coisas que fizemos para tornar este lugar melhor, as contribuições que fizemos para os outros. Queremos saber que deixamos algum tipo de legado para trás que significava algo. Pelo menos é o que eu espero, então eu tento usar minha plataforma para o bem.

Eu quero unir as pessoas e criar amizades duradouras e inspirar os outros a sair lá em suas comunidades e ajudar aqueles que precisam. Ser uma modelo pin-up hoje é muito diferente do que era para aquelas de nós que começamos a anos atrás. Se você é apaixonada por ser uma modelo pin-up, então encontre algo que a torne única e sempre seja você mesma. As empresas certas irão encontrá-la para as fotografias.

Universo Retrô – Você conhece algo sobre a cultura vintage, as pin ups ou a cena rockabilly brasileiras?

Miss Rockwell De’Vil – Estou aprendendo muito sobre a cena brasileira através das garotas que entraram no concurso nos últimos anos. Percebemos que a cena está crescendo e parece que elas são muito apaixonadas pela música e pela cultura. Espero que um dia poder visitar o Brasil e experimentar tudo isso em primeira mão!

Miss Rockwell

(Foto: Mitzi Valenzuela)

Universo Retrô – Você tem muitas fãs no Brasil, deixe uma mensagem para elas.

Miss Rockwell De’Vil – Eu tenho?! Obrigada a todos por seu interesse em aprender mais sobre mim e o que eu faço. Lembrem-se, temos um tempo limitado na Terra, então aproveitem ao máximo! Espero encontrá-los todos em breve e ter a chance de ver seu belo país! Espero vê-lo no Viva Las Vegas! Acompanhe-me no Instagram @therealrockwell Obrigada! Até que nos encontremos novamente!

Matérias Relacionadas
Pin-Up Brasileira
8 dicas para quem quer se tornar uma Pin-Up e por o estilo em prática
Da arte ao lifestyle: As mudanças no universo das Pin-Ups ao longo dos anos
Miss Belle
Miss Belle é a primeira Pin-Up do Mês do editorial Sky Lovers, clicado por Daniela Petrucci
Pin-Ups Experience Brazil promete programação intensa para fãs do estilo retrô em SP

2 Responses

Deixe um comentário

1 × três =