Home > Música > Conheça a banda de surf music ‘Ted Boys Marinos’ numa entrevista com o baixista Márcio Garcia

Conheça a banda de surf music ‘Ted Boys Marinos’ numa entrevista com o baixista Márcio Garcia

12 de dezembro de 2017, por Mirella Fonzar
Música

No próximo domingo, 17 de dezembro, o Universo Retrô dará as boas-vindas ao verão com um evento, ainda, inédito no país. Em parceria com o Shake Baby Bar e a marca de roupas retrô Bruna Pepper, o site vai realizar a primeira Pool Party Retrô do Brasil, na Casa IdeaFixa, na Vila Mariana, em São Paulo.

No line-up, as bandas Ted Boys Marinos (Surf Music), Gabriel Cardoso – Footstep (Surf Music), Voodoo Brothers (Garage Rock / Psychobilly), Ton White UkuleElvis (Músicas de Elvis Presley no Ukulele) e Los Clandestinos (Pocket Show de Rockabilly) se apresentam no decorrer do dia.

Aproveitamos a proximidade do evento para conversar com um dos integrantes da Ted Boys Marinos, uma das atrações da nossa Pool Party. Ao lado de Fernando Ozeki (guitarra / guitarra havaiana) e Rodrigo Cerqueira (bateria), Marcio Garcia (baixo / vocais) faz parte da banda de surf music formada em 2014 em São Paulo. Confira abaixo o nosso bate-papo com o músico, que nos conta mais detalhes sobre o projeto.

Universo Retrô – Vocês já tinham tocado juntos antes de formar a Ted Boys Marinos? Como se conheceram?

Márcio Garcia – Eu, Márcio Garcia (baixo/vocais), fui baixista e vocalista dos Os Ostras, banda Paulistana dos anos 90, e conheci o Rodrigo Cerqueira na estrada, nessa época, pois ele era baterista do Skuba, banda Paranaense, e tocamos com nossas respectivas bandas em alguns shows, mas nunca tínhamos tocado juntos, até montarmos o Ted Boys Marinos.

Ted Boy Marino e Renato Aragão (Foto: Reprodução)

Universo Retrô – Por que o nome Ted Boys Marinos?

Márcio Garcia – O nome é uma homenagem ao lendário lutador de luta livre Ted Boy Marino, que fazia sucesso na televisão brasileira nos anos 60/70 nos programas Telecatch, da TV Excelsior, e como ator coadjuvante no programa Os Trapalhões, na TV Globo, entre outros.

Mas, o nome surgiu graças ao Marcelo Crasso, que há uns tempos atrás, era um dos organizadores do importante festival “Primeiro Campeonato Mineiro de Surfe”, que acontecia na Obra, em BH. Foi ele quem me inspirou a usar esse nome, pois sempre antes de anunciar as bandas que iriam tocar no festival, ele inventava umas bandas fictícias com nomes sugestivos de Surf Rock, e em umas de suas postagens ele disse, mais uma banda confirmada: Ted Boy Marino.

Então, aquele nome ficou no meu subconsciente, e quando estávamos pensando em um nome pra banda, lembrei desse episódio, e o nome foi aprovado pelos integrantes por unanimidade, igualmente numa luta de luta livre. Pedi, então, permissão pro Tedinho, filho de Ted Boy Marino, para usar o nome artístico de seu pai na banda, o nome do Astro do telecatch, era Mario Marino, o que foi autorizado e é motivo de muito orgulho pra nós da banda.

Universo Retrô – Quais são as principais influências de vocês?

Márcio Garcia – Nós gostamos das bandas clássicas de surf music dos anos 60, como The Ventures, The Spotnicks, Dick Dale, Beach Boys, etc., inclusive, tocamos algumas músicas dessas bandas em nossos shows, mas logicamente ouvimos e curtimos as bandas contemporâneas também, como Los Straitjackets, Los Twang! Marvels, The Bambi Molesters, Galaxy Trio, etc.

Universo Retrô – Vocês já têm sons autorais?

Márcio Garcia – Sim, estamos com um CD pronto, tudo gravado e mixado, só esperando o momento certo para lançá-lo. As músicas foram todas gravadas no Estúdio Submarino (Mooca), e produzidas por Clayton Martin e Ted Boys Marinos. Nessa semana, por conta do show na Pool Party Retrô, decidimos soltar um EP com 4 musicas, Bikini Beach (título do EP), D´rukula, Back to Old West e Space Station, que vai estar no ar na Band.camp, pra galera que quiser conhecer um pouco um pouco mais da banda.

Universo Retrô – Alguma previsão de lançamento de CD?

Márcio Garcia – Estamos empenhados em lança-lo ainda no primeiro semestre de 2018.

Universo Retrô – O surf music é um som que tem tudo a ver com essa coisa do país tropical. Tem espaço e aceitação para o gênero no Brasil?

Márcio Garcia – Nos últimos anos, tenho observado o crescimento da cultura Tiki, aqui no Brasil, de uma galera que quer curtir uma festa ou uma balada legal, ver um show ao vivo, que se identifica com camisas havaianas, drinks exóticos, enfim, todo esse universo Tropical. Tenho visto a abertura de vários bares temáticos, de eventos voltados para esse tema também, como será o Pool Party Retrô, e a Surf Music está conectada a tudo isso. Só pra se ter uma ideia do crescimento do Surf Rock, existem aqui no Brasil mais ou menos umas 80 bandas de Surf Rock na atualidade, entre seus gêneros e subgêneros, conforme uma pesquisa da Reverb Brasil, selo independente de Surf e Garage.

Foto: Divulgação

Universo Retrô – E em relação ao som instrumental, como vocês enxergam a aceitação da galera?

Márcio Garcia – A Surf Music é um Rock Instrumental, com batidas dançantes, que contagia muito ao vivo, é um estilo pra dançar, se descabelar mesmo, junta tudo isso, com uma galera querendo se divertir, eis aí uma química explosiva.

Universo Retrô – Rockabilly, surf music, psychobilly antes andavam muito juntos no underground paulista. Com o tempo, os gêneros acabaram se afastando e os eventos ficando mais segmentados. Acha que eventos como a Pool Party, que pretende reunir novamente esses gêneros, deveriam acontecer mais?

Márcio Garcia – Não vejo desta forma, até concordo que tenha eventos mais segmentados, mas as bandas continuam se ajudando no que é possível, eu tenho vários amigos de bandas de outros estilos como Rockabilly, Punk rock, rock and roll, etc etc, e vire e mexe tocamos juntos, até porque o underground paulista é pequeno, e não tem tanto local pra tocar.

Quanto ao Pool Party, desejo que seja um enorme sucesso, exatamente como são os realizados nos EUA, e que seja o primeiro de vários outros, agradeço ao Universo Retrô pelo convite, é uma enorme satisfação fazermos parte no Line-up do 1º Pool Party Retrô; até dia 17/12.

A POOL PARTY RETRÔ

O evento acontecerá dia 17 de dezembro, na Casa Idea Fixa na Vila Mariana, das 10h às 20h, e contará também com Bazar com Marcas Retrô, Concurso de Miss Pool Party, Tiki Bar, Flash Tattoo, Lounge Bananaland Beachwear, com lançamento de coleção de verão; Ensaios fotográficos Pin-Up no local com fotografia do projeto Experiência Pin-up e beleza by Universo Retrô (Amanda Lucci), Barber Shop Napoles, entre outra atrações.

Os ingressos podem ser comprados antecipadamente na loja online Bruna Pepper no valor de R$ 20 ou na entrada por R$ 30. Na porta os ingressos serão limitados, pois há possível lotação no local, portanto, garanta seu ingresso.

 Pool Party Retrô

Flyer Pool Party Retrô (Foto: Divulgação)

SERVIÇO

Pool Party Retrô
17 de dezembro, domingo
Casa IdeaFixa
Rua Uruana, 154 – Vila Mariana – São Paulo – SP
A 10 minutos dos metrôs Ana Rosa e Vila Mariana

Entrada:
Antecipado: R$ 20 (comprar: http://bit.ly/ingressos-pool-party-retro)
Porta: R$ 30 (limitados, possível lotação)

Bandas: Dan & His Rockes, Ted Boys Marinos, Gabriel Cardoso (Footstep Surf Music Band), Voodoo Brothers, Ton White UkulelElvis e Pocket show com Los Clandestinos.
DJs: Ivan Rocker, Wagnão, Burgos e Ana Beatriz
Comidinhas & Drinks tropicais
Bazar Retrô
Flash Tattoo Tiki
Barber Shop

Realização: Universo Retrô
Co-realização: Shake Baby Bar e Bruna Pepper
Apoio: Pin-Ups Party e Sputnik Party
Patrocínio: Barbearia Napoles, Retrô Cosméticos e Bananaland

POOL PARTY RETRÔ NO SPOTIFY

Aproveite o nosso esquenta e ouça a playlist Pool Party Retrô no Spotify do Universo Retrô.

Matérias Relacionadas
Ted Boys Marinos
Ted Boys Marinos lança álbum na Scooteria Paulista no próximo fim de semana
DJ
Conheça os DJs que irão discotecar na Pool Party Retrô
Ton White mistura Ukulele Havaiano e músicas dos anos 1950 em seu repertório
Casa Idea Fixa
Casa IdeaFixa abre as portas para a Pool Party Retrô, a festa de verão do Universo Retrô

Deixe um comentário

3 × 2 =