Home > Destaque > Entrevista com Marcos Nauer, roteirista do doc.musical ’60! Década de Arromba’

Entrevista com Marcos Nauer, roteirista do doc.musical ’60! Década de Arromba’

7 de julho de 2017, por Daise Alves
Eventos
Marcos Naeur

60! Década de Arromba é um novo formato de peça para se ver no teatro. Denominado como doc.musical por mesclar projeções históricas com a arte dos musicais em um único espaço, o espetáculo, que têm Wanderléia como a cereja do bolo, tem conquistado o público com a qualidade de sua produção, alto nível dos atores e trazer a magia dos anos de 1960 de forma emocionante.

Marcado por muitos acontecimentos, os anos 60 foi um ano libertador e revolucionário. Para entender melhor a complexidade de unir todas essas informações em 3 horas de espetáculo, falamos com Marcos Nauer, roteirista de 60! Década de Arromba, responsável por fazer toda a pesquisa e trazer os fatos marcantes para o palco. Confira:

Frederico Reder e Marcos Nauer

Frederico Reder e Marcos Nauer (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Como foi o processo de pesquisa para criar o doc.musical 60! Década de Arromba. Considerando a quantidade de acontecimentos que ocorreram naquela época?

Marcos Nauer – A primeira etapa foi estudar a biografia de Wanderléa, entender como a cantora vivenciou a década. Depois, li vários livros sobre os anos 60, fui a sebos folhear revistas e jornais antigos, ouvi milhares de canções, salvei e guardei fotos, vídeos e propagandas.

Num segundo momento, criei uma linha do tempo e aprofundei o estudo em cada ano, em cada mês do ano, descobrindo novos e curiosos fatos.

Quando eu terminei de desenhar a cronologia a história estava toda ali, era possível ver em todos os anos muitos temas, assuntos e motivações mais fortes. E dentre todos eles escolhi 4 que transformaram de vez a história mundial: são 4 ‘janelas’ para observar a década de arromba:

Onda Jovem, foi ao embalo libertador do rock, surf music, do twist e do incendiário iê-iê-iê da Jovem Guarda que os jovens dominaram todo o mundo; Comunicação, a chegada da TV e como ela transformou a maneira de comunicar; A Corrida do Homem para conquistar o espaço; Os Transformadores Movimentos Políticos e o Grande Destaque da Mulher, na segunda onda do feminismo. A década de 60 foi de libertação, ampliando o debate sobre sexualidade, família, mercado de trabalho e direito de controlar a gravidez.

Universo Retrô – Depois de tantas pesquisas, quais foram os critérios para direcionar o roteiro do espetáculo?

Marcos Nauer – O primeiro critério foram as canções. Quais delas ainda tocavam o coração dos brasileiros. As músicas são eternas. E todas as canções do espetáculo são cantadas seguindo fielmente a cronologia em que foram lançadas ou fizeram sucesso.

Universo Retrô – De onde surgiu a ideia de criar um doc.musical para o teatro? Qual a maior dificuldade de desenvolver um roteiro nesse formato?

Marcos Nauer – Frederico Reder estava procurando espetáculos musicais que fossem diferentes do formato biográfico, como esse projeto não apareceu, nós o criamos! O Doc.Musical não apresenta a biografia de nenhum artista, porque o olhar está no coletivo, no grupo, numa época, portanto, é de fato, a música a grande protagonista.

Assistir um Doc.Musical é como folhear um almanaque. Você relembra acontecimentos reais, aprende outros, canta as músicas, descobre novas imagens e ri de curiosidades. Em cena há sempre projeção de fotos, vídeos e depoimentos reais sobrepostos a encenação das canções do espetáculo para que o público tenha a oportunidade de reviver fatos históricos e descobrir, por exemplo, a verdadeira origem das músicas de sucesso da época, como elas surgiram, em que contexto foram criadas e como afetaram a vida do artista e da geração que o acompanhou.

Universo Retrô – 60! Década de Arromba tem sido um grande sucesso, estando entre os espetáculos mais populares de 2016 e seguindo com a mesma popularidade em 2017. Acredita que a presença de Wandeléa tem sido um dos principais fatores para conquistar tanto público?

Marcos Nauer – Com certeza. Wanderléa é encantadora, sua história na música brasileira ainda é viva na nossa identidade cultural. Os jovens que não a conheciam e assistem ao espetáculo ficam encantados com o carisma e brilho especial de nossa Ternurinha!

Wanderléa com Marcos Nauer e Fred

Wanderléa com Marcos Nauer e Frederico Reder (Foto: Divulgação)

Universo Retrô – Você acredita também que as pessoas estão mais nostálgicas e isso contribui para o sucesso do espetáculo?

Marcos Nauer – Reviver a década de 60 tem sido emocionante para milhares de pessoas que assistiram ao espetáculo. Muitas memórias afetivas surgem na cabeça e no coração da plateia. Quem não viveu aquele tempo também sai do teatro tocado com a sensação de ter experienciado a história do nosso país e do mundo.

Universo Retrô – Apesar de ter sido uma década marcante para a história do Brasil, o passado brasileiro é bem esquecido na mente das pessoas. Diante do momento atual que vivemos, acredita que a peça traz alguma reflexão política ou é puro entretenimento?

É um espetáculo de teatro doc.musical. Pretende emocionar, divertir e informar. Além de tudo é uma obra artística! E como tal, também é uma manifestação de um pensamento. Não tomamos partido. Apresentamos os fatos. E está tudo lá. A reflexão sobre nosso passado pode mudar o futuro.

Marcos Nauer – Ficamos sabendo que devido o sucesso de 60! Década de Arromba, também seremos presenteados com espetáculos em homenagem as décadas de 70 e 80. Você também será responsável pelo roteiro? Já tem algo que possa adiantar para nós?

Sim. O roteiro do 70 já está pronto. A década do desbunde, da diversidade musical, da purpurina, do lurex em contraponto a censura ferrenha e ignorante. E as músicas? São incríveis! Os anos 70 são demais! Caetano, Gil, Bethânia, Gal, Ney Matogrosso, Rita Lee, Novos Baianos, Chico Buarque,e muitos outros gênios da nossa música, além do rock de primeira qualidade e a inesquecível DANCE MUSIC! Amei reviver e dançar os anos 70! No momento estou escrevendo o 80 e 90.

Universo RetrôA peça foi prorrogada em São Paulo, sinta-se à vontade para fazer um convite aos leitores do Universo Retrô.

Marcos Nauer – Venham se divertir e se emocionar com uma viagem no tempo. 60 – Década de Arromba. No Theatro Net Sp de quinta a domingo! “É feliz bem feliz quem amar de verdade!”

60! Década de Arromba e Universo Retrô no Spotify

Aproveite para ouvir o playlist 60! Década de Arromba no Spotify do Universo Retrô. São mais de 4 horas de playlist com as músicas que são interpretadas no espetáculo.

SERVIÇO
60! Década de Arromba – Doc. Musical
Theatro NET São Paulo
Shopping Vila Olímpia, 5º andar – Rua Olimpíadas, 360.

Ingressos:
Quintas e sextas: R$ 180 (Plateia Central), R$ 160 (Plateia Lateral), R$ 120 (Balcão I) e R$ 50 (Balcão II)
Sábados, às 17h e domingos: R$ 200 (Plateia Central), R$ 180 (Plateia Lateral), R$140 (Balcão I), R$ 50 (Balcão II)
Sábados, às 21h: R$ 220 (Plateia Central), R$ 200 (Plateia Lateral), R$ 160 (Balcão I), R$ 50 (Balcão II)

Matérias Relacionadas
Década de Arromba
Devido ao grande sucesso, ’60! Década de Arromba – Doc. Musical’ prorroga temporada pela 2ªvez
60! Década de Arromba
60! Década de Arromba: Ouças as músicas do doc.musical no Spotify
60 década de arromba
10 motivos para assistir ao doc.musical ’60! Década de Arromba’
Com Wanderléa, espetáculo ’60! Década de Arromba’ chega ao Theatro Net em São Paulo

Deixe um comentário

dezenove − treze =