Home > Destaque > Wild Women: Editorial com Pin-Ups do Universo Retrô celebra a união feminina na cena vintage

Wild Women: Editorial com Pin-Ups do Universo Retrô celebra a união feminina na cena vintage

11 de janeiro de 2017, por Jane Galaxie
Lifestyle

Recentemente, a marca de cosméticos Sailor Jack convidou o Universo Retrô para um ensaio fotográfico na Barbearia do Vavá, em Jundiaí, São Paulo. Produzido pela agência Casa de Criatividade, a ideia inicial do editorial era reunir algumas Pin-Ups para apresentar as novas embalagens dos produtos da marca retrô, como pomadas, shampoos e óleos para barba. No entanto, o projeto acabou se estendendo e ganhando também outras abordagens.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Além das fotos institucionais, que podem ser conferidas na página da Sailor Jack no Facebook, aproveitamos a ocasião para ressaltar a importância da união feminina na cena vintage, um tema que há tempos gostaríamos de abordar por aqui e tem tudo a ver com as imagens a seguir. Assim, pelas lentes do fotógrafo Pablo Zanella, nasceu o editorial Wild Women (inspirado na música de Imelda May), no qual quatro mulheres que se conheceram dentro do movimento rocker mostram a importância da sororidade numa cena massivamente masculina e, por vezes, competitiva entre as garotas.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Com participação do barbeiro João Paulo Dutra, Miss Daisy (Daise Alves), Red Maddox (Dayane Nunciatelli), Miss De-Lovely (Mirella Fonzar) e Miss Belle (Isabela Mantovani) encarnam uma gang de garotas dos anos 1950, munidas de armas brancas, como tacos de baseball, navalhas, tesouras e afins, em defesa do grupo de amigas, mostrando que o sexo feminino de frágil não tem nada. O figurino conta com saias-lápis (tradicionais, com fenda e sereias) e ressalta as curvas de cada uma delas, que apostam em peças em tons de vermelho, vinho, preto e animal print.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Nas fotos é possível notar a atitude e força das rockers do passado se misturando sutilmente à graça e feminilidade das Pin-ups modernas, que carregam a bandeira do empoderamento feminino estampada no estilo que escolheram para si. Por mais que as Pin-ups não estejam diretamente ligadas ao feminismo, o simples fato de aderirmos a um estilo que vai contra os padrões estabelecidos pela sociedade, por si só, já é uma forma de empoderar-se. E isso nada tem a ver com política de um lado ou de outro. Tem a ver com ser mulher e buscar seu espaço na sociedade.

IMG_7954-edit-site

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

É por isso que acreditamos na importância de abordar o tema sororidade entre as Pin-Ups/Rockers. Para quem não está familiarizada com o termo, a origem da palavra vem do latim “sóror”, que significa irmãs. Digamos que é a aliança entre as mulheres, baseada na empatia e no companheirismo, em busca de objetivos em comum. Portanto já que todas nós compartilhamos dos mesmos gostos pela moda, música e estilo de vida do passado, por quê não nos unirmos para fortalecer ainda mais a cena vintage feminina?

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

O conceito de sororidade consiste no não julgamento prévio entre as próprias mulheres que, na maioria das vezes, sem mesmo perceberem, ajudam a fortalecer estereótipos criados por uma sociedade machista e patriarcal. Sem a ideia de “irmandade” entre nós, a presença feminina no movimento rocker/retrô pode começar a perder força, quando, na realidade, poderia ganhar proporções significativas e ainda mais espaço e visibilidade.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Imagine que incrível seria se todas as mulheres da cena realmente abraçassem essa união, compartilhando ideias, conhecimentos e aplaudissem umas às outras, ao invés de julgar ou criticar uma iniciativa bacana, por exemplo? A partir do momento que reconhecemos e respeitamos as diferenças entre as mulheres, se torna super possível ter uma convivência harmoniosa no ambiente que for, inclusive, em qualquer tribo. Definitivamente, é muito mais fácil garantir respeito e igualdade de gêneros quando há união em busca dos mesmos propósitos.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Não gostou da roupa que a amiguinha usou? Isso não é motivo para que ela se torne sua inimiga mortal. A coleguinha não sabe fazer o delineado gatinho como você faz? Compartilhe seus conhecimentos de maquiagem; não dói. Surgiu uma banda de rockabilly só de garotas? Vá ao show antes de criticar sem mesmo ouvir. Dê uma chance a iniciativas tomadas por mulheres. Resumindo: sororidade começa quando a gente pratica a tolerância, o respeito e principalmente a empatia. A irmandade é consequência. Mas, pode ter certeza que ela nasce naturalmente depois disso.

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Um pouco sobre cada uma dessas poderosas mulheres:

Miss Daisy (Daise Alves)

IMG_8175-edit-site

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Publicitária, Daise Alves é criadora do portal Universo Retrô, da agência Casa de Criatividade e do blog MenteFlutuante Retrô. Apaixonada também por música, literatura, cinema e fotografia, gosta de viajar e conhecer o mundo com seus próprios olhos. Admira o retrô como o resgate de algo valioso que foi perdido com o tempo.

daise-edit

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Red Maddox (Dayane Nunciatelli)

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Red Maddox é o codinome de Dayane Nunciatelli. Professora de português e modelo pin-up do grupo PMM Brasil (Pink Mink Mafia), é uma pin-up que ama a música e tudo relacionado às décadas de 1930 a 1960. Inspirada nas cowgirls de Gil Elvgren, é apaixonada pela cultura western. Goldie Hill, Rose Maddox, Patsy Cline e Wanda Jackson são alguns exemplos de sua inspiração.

day-edit

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Miss De-Lovely (Mirella Fonzar)

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Miss De-Lovely é o codinome de Pin-Up da jornalista Mirella Fonzar, fundadora do portal Universo Retrô, do blog e canal Miss De-Lovely e da agência de marketing digital Casa de Criatividade. Viciada em tudo que vem do passado, coleciona discos, tatuagens old school e batons. É apaixonada por Rockabilly, Blues e Jazz.

mi-site

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Miss Belle (Isabela Mantovani)

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack

Miss Belle é o nome de Pin-up de Isabela Mantovani, que surgiu de anos de uma paixão pela época à qual acredita pertencer de coração. Por sempre ver nos filmes, na fotografia, na moda e na música um estilo e uma estética que a agradavam, acabou se imergindo neste universo. Inspirada nos anos 40 e 50, é fã de rock, blues, soul e R ‘n B. Além da dança, se conectou tanto às décadas, que as incorporou em seu estilo do dia a dia; geralmente pelo cabelo, maquiagem, roupas e principalmente pela trilha sonora que escuta.

isa-edit

Foto: Pablo Zanella / Sailor Jack


Ouça a Playlist Wild Women no Spotify e liberte a fera que há em você:

Matérias Relacionadas
Murder Queen
10 horror pin-ups brasileiras da atualidade para seguir no Instagram
Saiba tudo o que rolou no primeiro Pin-Ups On Attack no Fran’s Barber & Beer Shop em SP
Evento colaborativo ‘Pin-Ups On Attack’ promete fortalecer a cena vintage feminina em SP
Pascoabilly: Evento de Rockabilly une Pin-Ups e solidariedade no ABC Paulista

Deixe um comentário

8 + dois =