Home > Destaque > A diferença entre saudade e nostalgia; descubra o significado de cada palavra

A diferença entre saudade e nostalgia; descubra o significado de cada palavra

6 de janeiro de 2019, por Daise Alves
Lifestyle
Relógio

Quando o assunto é resgate ao passado, muito se questiona sobre a diferença entre vintage e retrô. Se você é um leitor assíduo aqui do site, já sabe que vintage é algo original de sua década, enquanto o retrô é uma peça atual, porém, com releitura do passado.

Porém, outras duas palavras, que estão muito atreladas ao retorno do passado, são saudade e nostalgia. Mas, qual seria a diferença entre elas, já que ambas se referem a falta de algo ou alguém?

SAUDADE

Saudade

Saudade, sentimento de alegria.

A palavra saudade vem do latim “solitas”, de solidão. E muitas vezes é usado para se referir a perda ou distanciamento de algo ou alguém que no momento não é acessível e não se pode alcançar.

Entretanto, a saudade transcende tempo e espaço e faz o que se sente falta estar com você de alguma forma, internalizando isso com carinho e alegria. A saudade pode trazer ânimo e inspiração, como vontade de fazer algo novo, trazendo assim a ideia de que a saudade refere-se a algo que pode ser superado.

NOSTALGIA

Nostalgia

Nostalgia

Já a palavra nostalgia vem do grego “nostos”, de “voltar para casa” e “Algos”, de dor. Na Grécia Antiga, o termo significava a dor daqueles que estavam longe de casa e desejavam voltar. Na Era Moderna, a nostalgia foi considerada uma condição médica, já que por muito tempo estava associada à melancolia e era tratada como uma doença psicológica.

Ao contrário da saudade, que traz alegria, a nostalgia, por ser algo que não se pode recuperar, causa entristecimento. Enquanto a saudade pode ser eliminada ao “matar a saudade”, ao entrar em contato com algo que já foi vivenciado, a nostalgia só aumenta, ao invés de diminuir, pois traz recordações que jamais serão vivadas novamente como fora antes.

PRESENTE VAZIO E FUTURO SEM PERSPECTIVA

Tempo

Como vimos na Era dos ‘RES’, sobre o conceito de retorno no mundo pós-moderno, muitas pessoas preferem “retornar ao passado”, pois não têm perspectiva no futuro e enxergam um presente vazio, criando assim esse sentimento de nostalgia, que nos prende ao passado já perdido e que não é possível recuperar.

O saudosismo em si é positivo, pois permite reviver boas lembranças, mas é preciso ficar atento ao nível de nostalgia, pois ela pode tirar a energia do momento presente e cegar ao que deve ser vivido hoje.

Matérias Relacionadas
Dumbo
Cinema será nostálgico em 2019, confira os lançamentos para este ano
Ki-Suco
Ki-suco volta ao mercado com ritmo nostálgico dos anos 90
Segundo o Shutterstock, nostalgia é uma das tendências criativas de 2017
Com nostalgia, chocolate Surpresa da Nestlé volta em edição especial para a Páscoa

2 Responses

  1. Roberto Garcia Morrone

    Muito interessante o blog e as definições! Vivendo e aprendendo. Parabéns, Daise Alves! Tenho 51 anos, e sinto saudades dos bons tempos da década de 1970, quando era melhor viver em São Paulo – SP, ótimos tempos da minha infância. Desde os passeios aos Museu do Ipiranga, com a família, ou ir às grandes estreias de filmes no cinema, nos finais de semana, entre outras lúdicas atividades. Saudades de ir para as praias do litoral Sul e tudo era mais tranquilo, ia bastante a Peruíbe e Itanhaém, locais onde cheguei a passar muitas férias. Ou, também, nos finais de semana, ao Clube Rosa Mística, no Bairro Demarchi, em São Bernardo do Campo – SP, que, infelizmente, deixou de existir. Espero que ainda possamos passar por um milagre, como confirmam as profecias de cunho espiritual, e voltemos a viver tempos melhores. Falar no termo Retrô, me faz lembrar do Retro Channel, um TCM argentino que exibiu filmes clássicos, entre 2003 e 2006, canal da lamentavelmente extinta – no Brasil – DirecTV. Amo cinema clássico! Apesar de também gostar de filmes mais recentes que tenham qualidade. Blogs e sites como este e o São Paulo Antiga me fazem muito bem!

Deixe um comentário

quatro × cinco =