Home > Destaque > Retrô não é só pin-up; veja outros estilos que marcaram as décadas passadas

Retrô não é só pin-up; veja outros estilos que marcaram as décadas passadas

2 de janeiro de 2019, por Daise Alves
Moda
Estilos diferentes por décadas

Ao falar sobre estilo retrô, a primeira associação que se faz é com a moda dos anos 50 e o fenômeno das pin-ups. De fato, apesar dos anos 80 e 90 estarem em alta na cultura pop, quando o assunto é moda ainda é a década de 1950 que tem sido a mais popularizada, principalmente na mídia televisionada, que sempre remete a essa década ao falar sobre a moda do passado que mais ganha ênfase no presente.

Mas, o retrô, quando falamos de moda, não é só o característico do quem vem se transformando as pin-ups, o termo pode se referir a qualquer estilo que faça referência as décadas passadas do século XX. Por isso, separamos alguns perfis característicos de outras décadas, para que também possamos associar quando pensamos em modas passadas. Lembrando que todos os estilos possuem um grande contexto histórico ao seu redor, mas passaremos brevemente por cada uma.

Bomb Girls

Personagens da série Bomb Girls, que se passa nos anos 40 (Foto: Reprodução)

Outro ponto que vale ressaltar é que, quando falamos de moda, estamos nos referindo a algo que era dito como ideal para determinada época, não significa que todas as mulheres eram definidas como tal, mas era o estilo que predominava no período.

1910 – Gibson Girls: As Gibson Girls são consideradas o primeiro ideal de beleza do início do século XX, conhecido como La Belle Epoque, Epoque Antique ou Era Eduardiana. O período é marcado por uma moda ainda muito elitizada, representada apenas por pessoas de mais alto nível social, que presava por roupas luxuosas.

O espartilho é a peça do vestuário feminino que mais representa essa época. Ele era muito adotado pelas mulheres, que acreditavam que ele possibilitava uma postura saudável. Os cabelos compridos é um detalhe forte para as mulheres dessa época.

Gibson Girls

Gibson Girls (Foto montagem: Universo Retrô)

1920 – Melindrosas: Nos anos 20 temos uma grande revolução feminina e a moda começou a se transformar em algo mais simples. Parte dessa mudança é o reflexo da Primeira Guerra Mundial, no qual cada vez mais homens precisavam ir para a guerra. Logo, as mulheres foram encorajadas a irem para força de trabalho, trabalhando em indústrias bélicas, hospitais, transportes e até nos campos de guerra.

Isso acarretou em vestuários menos complexos e elaborados. A nova rotina diária exigiu roupas mais modestas, práticas e que fossem mais fáceis de usar. Assim como o cabelo, que passou a ser usado de forma curta, conhecido como o corte A La Garçonne. Essa nova mulher ativa dos “loucos anos 20”, cheia de sonhos, ousadia e liberdade era chamada de flapper ou melindrosa, aqui no Brasil. Na série, As Telefonistas, podemos ter uma boa ideia sobre a moda, a mulher e os ideais dos anos 20.

Estilo anos 20

Estilo anos 20 (Foto montagem: Universo Retrô)

1930 – Glamour Girl:  Mesmo após a Grande Depressão, com a ascensão do cinema, o glamour das atrizes hollywoodianas começa a brilhar aos olhos e cria-se um conceito mais Glamour Girl, no qual a elegância era essencial para a beleza feminina. O visual moleque dos anos 20 começou a ficar de lado e roupas que davam um ar de elegância e realçava os contornos femininos começaram a fazer parte do guarda-roupa das mulheres.

A maquiagem começou a ser menos pesada e a principal característica eram as sobrancelhas arqueadas e finas e uma sombra mais clara no côncavo para deixar o olhar mais sedutor. O blush começou a ser mais utilizado para dar um ar de saúde para as bochechas.

Estilo anos 30

Estilo anos 30 (Foto montagem: Universo Retrô)

1940 – Simple Woman: Com a guerra veio a escassez de produtos e necessidade de racionar e reciclar, criando um moda mais versátil, confortável, prática e utilitária, além de tons mais neutros, tecidos mais leves e roupas menos “decorativas”. Nessa época, era preciso evitar o desperdício ao máximo e muitas mulheres começaram a produzir suas próprias roupas.

Com os homens lutando na guerra, veio a necessidade das mulheres se fortalecerem no mercado de trabalho, principalmente em fábricas, e com isso a necessidade de evitar peças como brincos, cintos e deixar os cabelos presos com bandanas ou lenços. Foi nessa época também que a calça ficou ainda mais popular entre as mulheres.

A moda dos anos 40

A moda dos anos 40 (Foto montagem: Universo Retrô)

1950 – Pin-Up Girls: A figura  das pin-up surgiu antes mesmo dos anos 40, mas está muito associada aos anos 50, quando teve maior explosão. Importante lembrar que nem toda mulher dos anos 50 era uma pin-up, mas a moda da época foi responsável por caracterizar esse fenômeno.

Depois do racionamento dos anos 40, os anos 50 reviveu o glamour feminino, surgindo assim os anos dourados.  Pela primeira vez, começa a surgiu o conceito de juventude e com ela, uma diferenciação entre a moda para jovens e adultos. Enquanto mulheres mais adultas investiam em os vestidos rodados e luxosos, usados muitas vezes para festas, as mais jovens começaram a investir em cigarettes, sapatos baixo e jeans.

Moda anos 50

Moda anos 50 (Foto montagem: Universo Retrô)

1960 – Mod Girls: Os anos 60 abriu as portas para diversos movimentos, entre eles, a luta pela liberdade feminina. A década do “Carpe Diem” foi responsável pelos anticoncepcionais e pelo surgimento das minissaias. Pela primeira vez, a moda começou a ser ditada pelas ruas e não pelas revistas.

A época futurista, trouxe com ela a subcultura mod, de “modernismo”. Cabelos curtos, beehive, minissaias compunham uma das características dos anos 60.

Estilo anos 60

Estilo anos 60 (Foto montagem: Universo Retrô)

1970 – Hippie, Disco e Punk: A partir os anos 70 a moda ficou mais diversificada e passou a ser menos ditada e mais pessoal. Diversos conceitos começaram a se formar e com eles alguns estilos se destacaram:

Hippie –  Nessa década, as pessoas começaram a perceber que a natureza estava sendo afetada pelo homem e o movimento hippie cresce como rejeição aos valores urbano. A ideia naturalista se destaca criando um espírito ecológico com roupas de segunda mão ou manuais como tricô, crochê e bordados.

Hippies anos anos 70

Hippies anos anos 70 (Foto montagem: Universo Retrô)

Disco – Ao contrário dos hippies, a turma da Era Disco, que se popularizou nos clubes de dança, em sua maioria voltada para negros e latino-americanos, não estava tão envolvida com ideologias políticas. O estilo musical, trouxe também um estilo visual em que predominava a exuberância com muito brilho.

Estilo disco

Estilo disco (Foto montagem: Universo Retrô)

Punk – Em contraponto ao estilo mainstream, a subcultura punk se destaca com uma “anti-moda” mais obscura em contraste com a moda vigente. O modo DIY é uma característica entre aqueles que usavam elementos que seria uma ofensa a sociedade como alfinetes, patches e roupas rasgadas.

Punks anos 70

Punks anos 70 (Foto montagem: Universo Retrô)

1980 – New Wave: Entre os diversos estilos dos anos 80, é o New Wave que se destaca. Sobreposições, estampas misturadas, vários acessórios, cabelo com volume extra e colorido de várias cores. Marcados pela sua extravagância, foi uma década que trouxe algumas novidades no vestuário feminino, deixando as silhuetas andrógenas, incorporando elementos masculinos na composição do look, e a popularização das ombreiras.

New Wave

New Wave (Foto montagem: Universo Retrô)

E você, com qual década mais se identifica?

Matérias Relacionadas
Ana Narciso
Dicas para quem quer dar os primeiros passos para adotar o estilo retrô e não sabe por onde começar
Evento colaborativo ‘Pin-Ups On Attack’ promete fortalecer a cena vintage feminina em SP
13 Tendências de moda atuais que podem ser usadas em looks retrô
Direto dos anos 1940, Calça-Saia retorna ao guarda-roupa das amantes do retrô

Deixe um comentário

15 − dois =